Horas extras: um pequeno guia para não falhar no cálculo

Calcular as horas extras é complicado, mas depois que você aprende, não tem como errar. Esse cálculo depende de vários fatores, como o salário, o percentual de acréscimo, a carga horária mensal, entre outros.

Continue lendo para entender como fazer as contas e, ainda, conhecer um software de controle de ponto que facilita todo esse processo!

Como apurar as horas extras?

A jornada de trabalho padrão, definida pelo Ministério do Trabalho, é de 44 horas semanais. Mas o que define isso é o contrato de trabalho individual, portanto, o total de horas trabalhadas pode ser menor do que isso.

Quando o empregado ultrapassa o tempo pré-definido de trabalho, está fazendo horas extras. Assim, a apuração de horas extras deve ser feita a partir das marcações de ponto dos funcionários.

Somente com o controle de ponto é possível saber que horas cada um chegou e saiu da empresa, averiguando se foram realizadas horas extras ou não. É preciso calcular quanto tempo passou entre o registro de entrada e o registro de saída a cada dia, descontando o horário de almoço. Quando o total mensal for maior que o definido em contrato, a empresa deve pagar horas extras.

Como calcular o valor das horas extras?

Depois de descobrir a jornada de trabalho padrão do colaborador, é preciso calcular quanto ele ganha a cada hora de trabalho. Para isso, divida o salário dele pela quantidade de horas que devem ser trabalhadas no mês. O resultado é o valor recebido por hora.

Em seguida, é preciso averiguar qual deve ser o percentual adicionado a cada hora. Na maioria dos casos o valor é de 50%, mas existem categorias profissionais com valores diferenciados. Para quem fez horas extras em domingo e feriados, o percentual é de 100%.

Confira um exemplo de cálculo de horas extras:

Uma pessoa que trabalha 220 horas por mês e cujo salário é de R$ 1980, recebe 9 reais a cada hora (1980 / 220 = 9). Se o colaborador normalmente recebe 9 reais para cada hora de trabalho, quando fizer horas extras receberá 13,50 (9+50%) reais a cada hora.

Para saber o valor total das horas extras do mês, basta multiplicar esse valor pela quantidade de horas extras mensais. Se ele acumulou 10 horas extras no mês, receberá um acréscimo de 135 reais, por exemplo.

Como facilitar o cálculo de horas extras?

O cálculo de horas extras é trabalhoso, especialmente quando há uma grande quantidade de funcionários. Para facilitar a apuração e cálculo do valor devido por horas extras de cada funcionários, a empresa pode adotar um sistema de ponto digital.

O software utiliza as marcações de ponto para determinar quantas horas cada colaborador trabalhou no mês, quantas faltas teve, quantas vezes chegou atrasado, entre várias outras informações.

Ele pode ser integrado ao sistema usado para gerar a folha de pagamento, de forma que todo o cálculo de horas extras é automatizado.

Basta cadastrar a jornada de trabalho de cada funcionário e o sistema faz todo o resto. Dessa forma, todo o trabalho de calcular horas extras é automatizado e o departamento pessoal tem mais tempo para outras tarefas.

O ponto digital garante o cálculo correto de horas extras, sem intervenção humana. Descubra na prática como ele funciona. Faça um teste gratuito!