Diversidade cultural nas empresas: qual a importância?

Promover a diversidade cultural dentro das empresas é importante para o enriquecimento da cultura organizacional e também para aumentar a produtividade e o lucro, por meio das ideias e inovação que podem surgir.

Cada vez mais, investir na diversidade cultural dentro das empresas é uma tendência no mercado de trabalho. Isso porque, existem muitas pesquisas e estudos recentes que revelam que iniciativas que estimulam a diversidade aumentam a performance financeira das organizações.

Nesse caso, o principal objetivo para a criação de ações e estratégias de inclusão dentro das empresas seria obter vantagem competitiva no mercado? A resposta definitivamente é “não”. 

Mais do que trazer os melhores resultados para a empresa, a diversidade cultural consiste em garantir um ambiente organizacional saudável e inclusivo para todos — fator determinante para que os melhores talentos busquem trabalhar na sua empresa. Mas será que a sua organização está de portas abertas para receber colaboradores com diferentes perfis? 

Neste post, você entenderá a importância da diversidade cultural para o ambiente empresarial e verá como está a diversidade no cenário brasileiro e como você pode fazer da sua empresa um ambiente inclusivo, aumentando as chances de se tornar uma referência de inovação em seu mercado. Ficou interessado? Então, continue a leitura!

Conheça os benefícios da diversidade cultural

Diversidade cultural

Investir em um ambiente empresarial com diferentes perfis contribui para enriquecimento da cultura organizacional. Hoje, somente uma boa remuneração não é o suficiente para atrair um talento. O novo profissional do mercado busca trabalhar em um ambiente que traga novas perspectivas, em questão de ideias, conhecimentos e inovações na implementação de processos, algo que só é possível em uma equipe diversa.

Nesse sentido, pessoas que têm um perfil criativo e ousado, por exemplo, contribuem para trazer inovações e acompanhamento das tendências. Já outras têm o know-how, criando valores de longo prazo e alcançando metas de curto prazo. Logo, empresas com a força de trabalho diversificada também conseguem aumentar a produtividade e, como consequência, têm mais lucros. 

Uma pesquisa recente realizada pelo Boston Consulting Group (BCG) analisou 1700 empresas diferentes em 8 países, com diversos segmentos de negócios e tamanhos. Os dados obtidos revelaram que o aumento da diversidade nas empresas tem impactado diretamente nos resultados.

Logo, as empresas que têm equipes de gerenciamento diversificadas garantem receita 19% maior, principalmente devido à inovação. Ainda, para organizações, as quais os pilares envolvem a inovação, como empresas de tecnologia, esse dado é de extrema relevância. 

Veja quais são os tipos de diversidade

Mesmo com a implantação da Lei nº 8.213, de julho de 1991, conhecida como Lei de Cotas, que obriga empresas com mais de 100 funcionários, o preenchimento de 2% a 5% das vagas com reabilitados ou pessoas com deficiência, aplicar a diversidade nas empresas, sem dúvidas, vai muito além.

Para entender melhor sobre essa questão, é importante relembrarmos que o conceito de diversidade se refere a um conjunto de pessoas com características e qualidades diferentes, que fazem parte de grupos culturais também distintos.

Logo, uma equipe diversa pode ser compreendida por profissionais que apresentam diferentes:

  • idades;
  • etnias;
  • necessidades especiais;
  • religiões;
  • estado civil;
  • crenças variadas;
  • orientação sexual;
  • classes sociais distintas;
  • gêneros;
  • orientações;
  • culturas.

Entenda a relação entre a discriminação e a diversidade 

Criar e implementar um programa que realmente acolha a diversidade de perfis é algo que deve ser genuíno e vivenciado na cultura da empresa — e não somente ser visto como uma tendência de mercado ou um problema a ser resolvido. 

Muitas organizações que não têm a diversidade cultural na sua política empresarial e fazem a contratação de algumas pessoas que têm perfis diferentes da maioria dos colaboradores, apenas para indicar que não existem preconceitos dentro do seu ambiente. 

Tal ação é conhecida como tokenismo, definido como a prática de fazer apenas um esforço superficial ou simbólico para ser inclusivo com membros de grupos minoritários.

Mas contratar pessoas desse modo é tão prejudicial para as minorias quanto para a empresa. Entenda que, quando a maioria dos colaboradores de uma organização tem um perfil predominante e são contratados profissionais com culturas diferentes apenas para aumentar a diversidade, surge um isolamento involuntário — pelo fato da inclusão não ser uma realidade cultural dentro da empresa. 

Veja como reduzir a discriminação

Por diversos fatores culturais, infelizmente, estamos propensos a criar uma imagem pré-concebida de pessoas que sequer sabemos algo a respeito. Mas quando passamos a reconhecer esse hábito como algo discriminatório, conseguimos policiar melhor nossa visão sobre os indivíduos. 

Ainda, dentro das empresas, é essencial que o RH tenha o entendimento de que essa visão pode gerar conflitos, causando sérias consequências para os envolvidos e para a organização. Logo, é papel fundamental dos setor de Recursos Humanos elaborar estratégias e ações que tragam mudanças para diminuir o viés inconsciente da melhor maneira possível.

eBook: Guia Prático sobre Comunicação Interna

Dados da diversidade no Brasil

Mesmo mostrando avanços, os dados da diversidade no Brasil ainda não são animadores. Confira alguns deles:

  • a ONU afirmou que, em 2018, das 16,2 milhões de pessoas vivendo em extrema pobreza no Brasil, 70,8% são afro-brasileiras;
  • somos o 5º país mais violento para mulheres no mundo: a cada 11 minutos uma mulher é estuprada;
  • de acordo com um estudo realizado pelo Fórum Econômico Mundial, no ritmo atual, seriam necessários 95 anos para que mulheres e homens atingissem situação de plena igualdade no Brasil;
  • a cada 23 minutos um jovem negro é assassinado. Apenas 6% dos negros tem diploma universitário;
  • a cada hora um LGBTQ+ é vítima de violência física no Brasil, e a cada 26 horas um LGBTQ+ é assassinado. Sendo que a expectativa de vida para uma pessoa trans é de 30 anos;
  • a maioria das crianças com síndrome de down passa a infância isolada por não serem aceitas nas escolas, jovens não conseguem empregos e idosos ficam em instituições.

Entenda como adotar a diversidade na empresa

Nesse âmbito, a área de Recursos Humanos exerce um papel fundamental. Há muito tempo o RH deixou de ser um setor que cuida somente de tarefas administrativas e burocráticas, tornando-se peça-chave no desenvolvimento do capital humano dentro da empresa. Logo, cabe ao setor auxiliar gestores e líderes na promoção de um ambiente que respeite as diferenças. 

A seguir, apresentaremos algumas das medidas que podem contribuir para esse objetivo. 

1. Implemente políticas e programas de diversidade e inclusão 

O primeiro passo a ser desenvolvido é fazer um levantamento de quão diversificada é a empresa. Caso a organização tenha um histórico de comportamentos discriminatórios, o RH pode transformar essa cultura desenvolvendo treinamentos, palestras específicas e, até mesmo, dinâmicas que trabalhem a inclusão no ambiente empresarial. 

2. Realize processos seletivos igualitários

Uma outra forma de implantar a diversidade no ambiente empresarial pelo RH está na contratação dos talentos que “dão match” com a cultura da empresa. 

Ainda, é fundamental contratar profissionais de diversas origens e formas de pensar, para que a diversidade não seja só parte do discurso. Além disso, com a evolução da tecnologia nas empresas, hoje, é possível admitir pessoas até mesmo de outros estados e países, contribuindo ainda mais para a troca de cultura entre o time.

Um outro ponto a ser ressaltado é que, para contratar pessoas com deficiência, é preciso que a empresa esteja adaptada, por exemplo, um cadeirante necessita de corredores amplos, rampas, entre outros padrões de locomoção. Já colaboradores com deficiência auditiva trazem a necessidade de que a equipe saiba se comunicar por meio da linguagem de sinais. 

3. Aprimore a comunicação da empresa

Existem ações de comunicação que podem ser realizadas no dia a dia da empresa com o objetivo de propagar e nivelar a cultura da diversidade entre os colaboradores, além de reforçar os valores da organização. 

Eventos, semanas temáticas, workshops, palestras e ações de marketing são algumas ações que podem ser implementadas para o fortalecimento da cultura da diversidade. Para tanto, é importante abrir espaço para que a maioria dessas ações seja realizada pelos próprios colaboradores, aumentando o vínculo e a empatia, além de trazer novos aprendizados para as equipes. 

4. Crie e monitore métricas de acompanhamento

Depois que você já seguiu todos os passos para implantar a diversidade cultural na empresa, treinando seus colaboradores, além de ter melhorado a comunicação esclarecendo o valor da inclusão para a empresa, o próximo passo é analisar os resultados. 

Nesse contexto, uma das métricas que podem mostrar a eficácia da adoção desses valores é a obtida na aplicação de pesquisas de clima. Assim, é possível entender como seus colaboradores se sentem sobre o assunto, o que pode trazer dados valiosos para que você veja se os pilares da inclusão estão realmente sendo adotados por todos.

Em um mundo globalizado, não existe mais espaço no mercado para uma empresa que não aplica a diversidade cultural em seus valores. Logo, ter esses fundamentos enraizados na cultura empresarial, mostra que a organização não está somente em busca de lucros, mas, também, preocupa-se em exercer seu papel diante da sociedade. 

Além disso, na diversidade cultural, contar com uma equipe diversificada contribui para o alcance de resultados incríveis e também proporciona troca de conhecimentos e experiências de vida, sendo uma estratégica eficaz na atração dos melhores profissionais para o seu negócio.

Se você gostou do post e procura por outras estratégias para atrair e reter os melhores profissionais na sua empresa, não deixe de acessar mais um conteúdo completo sobre clima organizacional!

Este conteúdo foi originalmente desenvolvido pela equipe da Sólides

teste grátis 14 dias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.