9 ideias para melhorar a motivação no trabalho

“Por que você gostaria de trabalhar na nossa empresa?”. Essa é uma pergunta comum em processos seletivos em que o setor de Recursos Humanos, responsável pelo recrutamento, busca encontrar profissionais entusiasmados esperando que não falte a eles motivação no trabalho. Mas, e se faltar?

Uma pesquisa desenvolvida pela empresa Robert Half indica que 40% dos profissionais se sentem desanimados. Como consequência, passam o dia tentando fugir de suas tarefas e com a mente longe, lá no final de semana.

Diversos fatores podem contribuir para a falta de motivação. Entre eles, estão a inexistência de um plano de carreira, o que deixa o trabalhador sem perspectivas para o futuro, o clima organizacional, o salário e o exercício de uma função pouco desafiadora.

Seja qual for a razão da falta de motivação, para revertê-la, o RH e as lideranças de uma empresa precisam conhecer as 9 ideias que separamos para este post. Confira!

1. Escolha e prepare bem seus gestores

Quando o assunto é motivação no trabalho, antes de voltarmos o foco às equipes e seus integrantes, é preciso dar um ou dois passos atrás. O porquê é o mesmo que está por trás da reflexão de que “funcionários não deixam más companhias. Eles deixam chefes ruins“.

Em um cenário ideal, a política de contratação da empresa deve avaliar cuidadosamente os candidatos para encontrar aqueles que tenham um perfil adequado à cultura organizacional. Isso faz com que seja mais fácil manter os colaboradores engajados e ainda, desenvolver lideranças alinhadas e capazes de conduzir seus times aos objetivos buscados pela empresa.

A escolha consciente e o treinamento das lideranças também são importantes. Assim, a ideia de dar um passo atrás não é, necessariamente, buscar um novo gestor e sim melhor preparar aquele que já atua na organização.

Para compreender a importância dessa preparação, considere o fato de que 70% dos gestores têm dificuldade em apresentar um feedback negativo. Algo que contribui para tornar ainda mais desafiadora a tarefa de direcionar a equipe e saber como promover a motivação no trabalho mesmo diante de resultados inicialmente ruins.

2. Conheça sua equipe

Um gestor preparado pode até considerar os fatores que apresentamos ainda na introdução deste artigo como alguns dos principais responsáveis pela falta de motivação no trabalho. Para resolver a situação em sua empresa, porém, seu dever é evitar análises genéricas e buscar conhecer sua equipe e suas dores. Só assim poderá entender de quais estímulos ou recursos ela necessita.

É preciso haver um trabalho de observação, considerando tanto a equipe como um todo quanto seus integrantes individualmente. Mais do que isso, é importante que o gestor abra espaço para a comunicação direta e até convide os colaboradores para uma conversa.

Para que esse diálogo seja produtivo, é preciso criar um clima de confiança e respeito, propício para que o colaborador se sinta à vontade para compartilhar suas opiniões e se abrir quanto às suas dificuldades e expectativas.

O processo de conhecer melhor a equipe também ajuda o gestor a entender quais abordagens buscar na missão de promover a motivação no trabalho. Assim, ainda que seja trabalhoso, vale a pena investir nas estratégias apresentadas para alcançar o sucesso.

3. Aprimore a comunicação interna

Uma ação paralela que o gestor pode orquestrar junto a diferentes setores e lideranças da empresa é o aprimoramento da comunicação interna. A ideia é investir ou melhorar ações de divulgação de conteúdo corporativo direcionado aos colaboradores.

A existência de um jornal ou informativo interno, por exemplo, é uma estratégia que contribui para aproximar o colaborador da realidade, da cultura local e de aspectos considerados importantes para a empresa. A informação abre espaço para que o trabalhador conheça, se identifique e se sinta mais motivado a se envolver com as questões da organização.

Por sua vez, a realização de eventos de confraternização favorece a melhoria da comunicação interna de outra forma: propiciando o contato e a socialização entre os colaboradores. Algo que tem por consequência a criação de um ambiente mais humano, favorecendo o clima organizacional.

Tudo isso, inclusive, faz com que seja mais fácil ao gestor manter uma relação mais aberta com sua equipe. Você se lembra de que, na segunda dica, falamos da importância de conhecer os colaboradores? Todo esse engajamento contribui para que eles consigam entender melhor seu papel e possibilidades dentro da empresa e possam comunicar com mais clareza suas dores e necessidades.

4. Dê aos colaboradores o que eles precisam

Certamente, o papel da liderança não é buscar condições de dar aos trabalhadores tudo o que eles desejam ou afirmam precisar. Porém, uma vez que a análise da situação é feita indicando os motivos para a falta de motivação no trabalho, é necessário agir.

Se o gestor identifica, por exemplo, que a ausência de um plano de carreira está entre os fatores que desmotiva seu time, pode promover mudanças visando implementar um. A partir disso, os colaboradores conseguirão entender quais as perspectivas para a sua carreira dentro da empresa e quais metas precisam atingir para alcançar novos cargos, funções e remunerações.

Ainda, se os trabalhadores precisam de treinamento para desempenhar melhor suas funções, necessitam contar com novas tecnologias ou simplesmente receber mais feedbacks para orientar suas ações, dê isso a eles! Todos esses são exemplos de medidas que não são mero capricho, mas mudanças a favor da motivação e, consequentemente, de melhores resultados para a empresa.

5. Faça e compartilhe planos, mantendo os pés no chão

Todas essas medidas ― definição de metas, implementação de plano de carreira e mais ― precisam ser bem planejadas. Isso porque, para melhorar a motivação no trabalho, não basta comunicar que mudanças serão feitas, é preciso fazê-las funcionar de forma contínua e da melhor maneira possível.

De nada adianta a empresa criar um planejamento para a carreira dos colaboradores se, com o passar do tempo, não adota medidas para que ele funcione. Tampouco gera bons resultados adotar novas tecnologias sem preparar um processo de transição com treinamento adequado para que a rotina flua bem e mantenha os colaboradores motivados.

Por isso, as ações devem ser planejadas a curto, médio e longo prazo. Para tanto, é importante manter os pés no chão para que as estratégias a serem adotadas sejam condizentes com a realidade da empresa e de seu quadro de funcionários.

Criar metas incompatíveis com as possibilidades dos colaboradores e da própria organização pode ter efeito contrário ao buscado, aumentando a apatia e a falta de envolvimento com o trabalho.

6. Tenha clareza do papel de cada colaborador na equipe

Um discurso motivacional passa por deixar claro a cada colaborador seu papel e sua importância na equipe. Palavras e, sobretudo ações do gestor que indiquem sua confiança no trabalhador podem ser de grande ajuda para sua motivação no trabalho.

Isso só funciona, porém, quando cada profissional é aproveitado da melhor maneira segundo suas próprias habilidades. Do diálogo com os colaboradores ao planejamento e implementação de estratégias e mudanças, cabe ao gestor se certificar de que a cada membro de sua equipe estão designadas funções que favorecem seu talento e objetivos pessoais.

Nem só de promoções na carreira são feitas as mudanças de cargo que promovem motivação. A readequação das funções exercidas por um trabalhador pode ser o suficiente para que ele se identifique mais com seu emprego, se sinta mais útil e capaz de buscar metas coletivas e individuais.

7. Mantenha-se próximo e lidere pelo exemplo

Nossa primeira dica foi sobre a seleção e treinamento de lideranças para a empresa. A preocupação com a qualidade da gestão deve ser constante porque a figura do líder é fundamental para a motivação no trabalho para toda a equipe.

Até mesmo gestores podem se sentir desmotivados e isso faz parte do desafio. A proximidade junto à equipe favorece uma relação de troca em que o líder se inspira nas situações da própria equipe para buscar e ajudar a promover motivação.

Da mesma forma que sugerimos a comunicação interna como forma de aproximar o trabalhador da cultura e dos objetivos da empresa, a proximidade entre gestor e equipe também cria um clima favorável para o engajamento e a busca por metas. Isso porque, mesmo que em ambiente profissional, a qualidade dos relacionamentos criados faz a diferença.

Além disso, é sempre bom que se lembrar de que uma boa liderança, mais do que um discurso motivacional, depende de ações. Em meio a problemas e dificuldades, o líder deve estar presente para “arregaçar as mangas” e participar do desenvolvimento de soluções para inspirar os demais a fazerem o mesmo e não desanimarem frente a erros ou obstáculos.

8. Dê feedbacks positivos e celebre vitórias

Você já se questionou sobre a importância do feedback positivo? A qualidade de vida no ambiente de trabalho é um fator cada vez mais determinante para a satisfação e para a motivação de trabalhadores. Diferente do que possa parecer, não é necessário um cenário impecável para alcançar esse resultado e, por vezes, a criação de um ambiente mais humano e positivo faz toda a diferença.

O feedback é uma conhecida ferramenta de motivação no trabalho que não precisa ser utilizada apenas quando algo vai mal e precisa ser corrigido. Elogios contribuem para elevar o moral dos trabalhadores e fazê-los felizes. Mais do que isso, um simples retorno sobre a tarefa desempenhada permite que os colaboradores percebam que estão sendo observados e que seu trabalho é importante para a empresa.

O feedback positivo pode ser dado individual e coletivamente. A ideia não é exaltar um colaborador diante dos outros, mas sim reconhecer o bom trabalho para inspirar a todos a seguirem pelo mesmo caminho. Ainda, conquistas coletivas como metas batidas pela equipe devem ser celebradas. Afinal, feitos como esses são fruto de muita dedicação e, novamente, o reconhecimento deve ser visto como um investimento a favor da motivação no trabalho.

9. Tenha atenção a sinais e métricas

A missão de promover a motivação de uma equipe não tem fim. Ambientes estimulantes de trabalho apresentam novos objetivos e desafios para seus profissionais e equipes e manter todos motivados é fundamental para o sucesso.

Sendo assim, a ideia é que o RH e o gestor façam das dicas apresentadas aqui algo pertencente à suas rotinas. Isso porque, com o passar do tempo, ligeiras mudanças de comportamento podem indicar que uma estratégia de motivação já não funciona tão bem e precisa ser substituída ou incrementada.

Outras questões, como indicadores de produtividade, podem ajudar o gestor a avaliar o desempenho da equipe realização de tarefas. Uma informação que também ajuda a entender se há um problema, como a falta de motivação, que precisa ser corrigido para que os resultados melhores.

Ainda, métricas como a do turnover ajudam a empresa a perceber uma eventual alta na rotatividade de funcionários. Tal situação pode estar atrelada a fatores relacionados à falta de motivação no trabalho, o que indica a necessidade de uma nova análise e plano de ação para reter talentos e mantê-los interessados em participar das conquistas da organização.Gostou do post? Aproveite e leia sobre como a marcação de ponto correta favorece a motivação da equipe!