Treinamento e desenvolvimento de funcionários: por que investir?

Tempo de leitura: 3 minutos

Entre os investimentos mais inteligentes que uma organização pode fazer está o oferecimento de treinamento e desenvolvimento para seus funcionários.

São vários os tipos de treinamento e opções de qualificação profissional, sempre com vantagens para os colaboradores, mas principalmente para a empresa.

Saiba mais sobre esse assunto lendo o nosso post!

Qual é a diferença entre treinamento e desenvolvimento?

Desenvolvimento de pessoas e treinamento são muitas vezes tratados como sinônimos, mas existem diferenças entre esses dois termos. Enquanto o treinamento é elaborado a partir de uma necessidade, oportunidade ou problema, o desenvolvimento de pessoas é mais amplo, tendo o objetivo de melhoria contínua na empresa.

No RH estratégico, um bom treinamento traz resultados rápidos, pois ele geralmente está relacionado a atividades técnicas e práticas. Já o desenvolvimento de pessoal tem resultados de médio e longo prazo, pois busca alterar comportamentos já enraizados ou aprimorar competências pessoais, como a liderança ou o raciocínio lógico, por exemplo.

Em ambos os casos, os resultados são positivos para a empresa e também para os colaboradores. Veja aqui os principais motivos para investir na qualificação profissional dos seus funcionários:

A produtividade aumenta

Seja por adquirir conhecimento, aprender novas técnicas ou adotar uma nova postura no ambiente de trabalho, é fato que o treinamento e o desenvolvimento de pessoas bem executado resulta em aumento da produtividade. Isso quer dizer que os colaboradores conseguem realizar mais atividades em menos tempo, ou que conseguem potencializar a qualidade do trabalho feito.

A partir de programas de treinamento e desenvolvimento, é possível aprender novas técnicas para agilizar processos da empresa ou solucionar os problemas mais frequentes, inclusive tendo efeitos positivos sobre o absenteísmo nas empresas. Colaboradores que compreendem bem os objetivos da companhia e têm instruções claras são mais proativos.

Os funcionários são atualizados

O treinamento e o desenvolvimento do capital intelectual também têm o objetivo de manter os funcionários atualizados com tendências e novidades na área de atuação da empresa. É o caso de novas tecnologias, uma eventual nova lei trabalhista ou melhores formas de se relacionar com clientes, por exemplo.

Assim, a partir da atualização profissional, a rotina de trabalho é alterada de acordo com as exigências do mercado. Essa questão é fundamental para manter um cenário competitivo e não ser superado pela concorrência.

Traz motivação

Colaboradores satisfeitos são mais dispostos a solucionar problemas, convencer clientes e esforçar-se para alcançar os objetivos da empresa. Para isso, investir em treinamento e desenvolvimento dos funcionários pode ser a saída ideal.

Além das vantagens que já explicamos neste post, existe ainda o bônus de usar vários tipos de treinamento como forma de mostrar que a empresa valoriza os empregados.

Ao fornecer cursos, palestras e atividades de capacitação, a organização demonstra que compreende a importância dos colaboradores em seus resultados. O ideal é que os gestores façam pequenos discursos motivadores antes do início das atividades e também ao fim, destacando os objetivos e deixando claro que o funcionário só tem a ganhar com o treinamento de equipe.

A qualificação profissional é vantajosa tanto para o empregador quanto para o funcionário, portanto, não deixe para depois. Saiba como escolher um curso de coaching online e comece a capacitar seus colaboradores!