Conheça 8 tendências de RH para atualizar a sua equipe de trabalho

As tendências de RH pretendem otimizar a rotina dos profissionais a partir do uso da tecnologia, como inteligência artificial, e também com as novas formas de contratação e execução do trabalho.

A economia global está mudando e o RH precisa estar atento à essas mudanças.

Embora algumas já possam ser observadas nos últimos anos, nos próximos algumas dessas tendências terão um impacto duradouro no funcionamento das empresas.

Há uma série de tendências para o setor de RH que mudarão a maneira como as equipes trabalham em conjunto e o ambiente corporativo, em geral. 

Confira neste artigo oferecido pela Venngage quais são essas tendências de RH que muito em breve estarão ainda mais presentes e o que é necessário fazer para se adaptar a elas. 

A sua empresa deve seguir as novas tendências de RH?

tendências de rh

O RH, como grande parte do ambiente corporativo, constantemente tem que se adaptar às novas tendências e mudanças,  frequentemente afetadas pela economia e tendências de emprego.

É essencial que o RH faça uma distinção entre o que está na moda, o que será algo passageiro e o que de fato é uma tendência global. Porém, isso pode ser um desafio, considerando todas as outras tarefas que precisam ser cumpridas.

Então, quais são as tendências que o RH precisa estar atento? 

1. Utilização de inteligência artificial e automação

Nos últimos anos, a automação de RH avançou meio que aos trancos e barrancos ー a maioria dos departamentos de RH já depende muito de software de aquisição de talentos e sistemas de rastreamento.

Espera-se que essa tendência continue, mas o que as organizações precisam se preparar é a inevitável atualização nos sistemas de automação.

A inteligência artificial (IA) de recrutamento está se tornando mais sofisticada. 

Isso significa que uma grande quantidade de trabalho manual que os profissionais de RH precisam fazer será eliminada.

Os sistemas de IA terão a capacidade de colaborar entre si para rastrear os candidatos nos estágios iniciais do recrutamento, até mesmo lendo resumos complexos e cartas de apresentação.

As análises e as avaliações de desempenho também serão feitos por sistemas automatizados alimentados por IA, assim como os processos de integração.

Ela também será equipada para prever quando as campanhas de recrutamento devem começar, além de coletar dados nos mecanismos de pesquisa, sites de empregos e e-mails para encontrar candidatos.

Dito isto, ainda será necessário um toque humano para que o RH funcione com a máxima eficiência.

É mais provável que a IA tenha preconceitos arraigados por causa dos desenvolvedores e sistemas dos quais extrai informações, fazendo com que certos candidatos tenham preferência sobre outros.

Esses sistemas e a automação terão que ser monitorados e ajustados, em vez de serem deixados para funcionar por conta própria.

2. Concessão de benefícios 

Um dos maiores mitos presente na cultura de algumas empresas nos últimos anos é que os funcionários preferem desfrutar de vantagens como animais de estimação no escritório, mesas de jogos e maior flexibilidade em vez do acesso aos benefícios tradicionais.

Pesquisas recentes da Glassdoor mostraram que isso não é totalmente verdade.

Os funcionários preferem contar  com  planos de aposentadoria, férias e seguro.  Os profissionais de RH precisam estar cientes dessa mudança de atitude, uma tendência que pode gerar consequências na qualidade dos possíveis candidatos.

Por isso, na divulgação das vagas de trabalho é importante destacar quais são os benefícios tradicionais oferecidos.

3. Uso de chatbots

Os chatbots assumiram uma importante tarefa na estratégia de marketing e atendimento, mas não são apenas úteis para responder às dúvidas e contatos dos clientes.

Existem várias maneiras pelas quais os chatbots serão usados ​​para o recrutamento. Por exemplo, os chatbots podem ser usados ​​para responder às perguntas frequentes, desde que as informações sejam inseridas adequadamente.

Os chatbots nas redes sociais serão essenciais para responder a perguntas antes que os candidatos se inscrevam para vagas de empregos em uma organização.

Isso pode exigir algum trabalho prévio, mas, uma vez implementado, o RH não precisará mais responder a uma variedade de perguntas.

Os chatbots também podem ser usados ​​para o processo inicial de entrevista, bem como o processo de onboarding, além de coletar e distribuir feedbacks.

No entanto, como abordamos na tendência anterior, os chatbots precisam ser monitorados para garantir que não haja preconceito contra os candidatos e que eles tenham as informações mais atualizadas.

4. Uso de ferramentas de colaboração

Funcionários que precisam chegar às 9h da manhã em um escritório já não é mais uma realidade. Estamos aprendendo que os colaboradores podem fazer um bom trabalho, ainda que remotamente.

Um e-mail não é mais uma ferramenta suficientemente precisa para se comunicar com todos os membros da equipe. Em vez disso, o RH contará com ferramentas como Slack, Microsoft Teams, WhatsApp e Trello, para se organizar e alcançar os candidatos.

As ferramentas de colaboração têm vários benefícios, sendo o acesso em tempo real em diversos modelos de dispositivos, uma das principais vantagens.

5. Contratação de freelancers

O número de profissionais freelancers está crescendo rapidamente. Como muitas pessoas estão com dificuldade para conseguir empregos em período integral, com benefícios e dias de férias, eles passaram a trabalhar como freelas.

É provável que isso aumente ainda mais nos próximos anos, o que significa que o RH terá que se adaptar ao o gerenciamento dos colaboradores sem vínculo empregatício direto com a empresa. 

As empresas podem ter que decidir se essa é uma tendência que desejam adotar, já que a adesão ao formato de trabalho tradicional pode ser uma escolha melhor a longo prazo.

6. Foco em saúde mental

Fazer com que os funcionários se sintam valorizados no trabalho é uma prioridade de todas as empresas e uma das áreas em que precisam ter cada vez mais atenção é a saúde mental dos colaboradores.

Um estudo da OMS descobriu que um trilhão de dólares são perdidos todo ano devido à depressão e ansiedade em relação à produtividade. Essa já seria uma boa razão pela qual as equipes de RH precisam trabalhar para criar um ambiente de trabalho saudável.

Também será necessário conhecer as necessidades de saúde mental dos funcionários, ajudá-los a evitar o cansaço e estar pronto para oferecer aos dias de folga em prol de uma saúde mental equilibrada.

A implementação de treinamentos para a gerência e os funcionários, a fim de apoiar colegas com ansiedade ou depressão, por exemplo, também é algo que deve crescer nos próximos anos, visto que para o RH, criar um ambiente honesto, aberto, que promova uma boa saúde mental e apoie seus colaboradores deve ser uma prioridade.

7. Implementação do trabalho remoto

O trabalho remoto está aumentando a cada ano e, devido à pandemia da Covid-19, se tornou uma possibilidade para muitas organizações.

Essa tendência será ainda maior nos próximos anos e as empresas precisam se preparar, por exemplo, criando vídeos explicativos sobre o funcionamento e cultura da empresa e não apenas sobre as funções específicas que os colaboradores assumem.

Com tantas empresas contratando funcionários remotos, também será importante para o RH encontrar as ferramentas certas para gerenciar o trabalho à distância.

8. Controle de ponto digital

Outra tendência que dialoga com a questão do trabalho remoto é o controle e registro de ponto digital.

Com essa tecnologia é possível fazer a gestão da jornada de trabalho de uma forma mais transparente e organizada, facilitando o processo de fechamento da folha de ponto. Dessa forma, o trabalho do RH pode ser otimizado e também é possível diminuir erros, frequentes no sistema de gestão manual.

Embora muitas das tendências de RH descritas acima já estejam sendo aplicadas, nos próximos anos, essas mudanças terão ainda mais impacto. As empresas que se adaptarem agora provavelmente terão benefícios na força de trabalho e nos resultados financeiros.

Mas, a adaptação a essas mudanças exige planejamento. Tendo em mente os pontos discutidos acima, as equipes de RH podem iniciar esse processo e começar a se preparar para o futuro.

teste grátis 14 dias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.