Treinamento Online: Como Fazer e Quais as Vantagens?

O treinamento online é qualquer ação educativa realizada pela empresa a fim de desenvolver habilidades e competências em seus colaboradores, resultando em inúmeras vantagens para ambas as partes.

Tempo de Leitura: 15 minutos

Última atualização em 22 de novembro de 2021

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo e uma alternativa simples e barata para manter os colaboradores atualizados é o treinamento online!

O mundo digital tem se tornado cada vez mais diverso e, no empresarial, uma das maneiras que as empresas podem melhorar seus processos é capacitar funcionários ao mesmo tempo em que implementa uma cultura de educação continuada.

Além disso, a pandemia de Covid-19, que começou em 2020, deixou claro que o caminho é subir o máximo de processos para a nuvem.

Sendo assim, começar o quanto antes com a estratégia de treinamento virtual permite que a empresa esteja sempre preparada para contratar funcionários de forma remota sem impactar na cultura organizacional.

Comece a se preparar para o futuro agora! Continue lendo este texto e descubra como fazer o treinamento online em sua empresa.

Neste texto, falaremos sobre os seguintes tópicos:

O que é treinamento online?

Treinamento online

A educação online tem conquistado cada vez mais as pessoas, seja por não fazer com que as pessoas enfrentem o trânsito, por sua flexibilidade ou, no caso dos empreendedores, por serem passíveis de reutilização. Essa é uma onda crescente.

Para as empresas, essa é uma forma simples, prática e barata de investir no aperfeiçoamento de suas equipes, afinal, contar com ambientes virtuais possibilita que inúmeras pessoas tenham acesso àquele conteúdo de forma simultânea.

Então, o treinamento online é qualquer atividade educativa com o objetivo de ensinar ou aperfeiçoar competências promovidas pela empresa e realizada em uma plataforma digital

Pode ser por meio de uma série de palestras, aulas demonstrativas e até mesmo cursos completos realizados ao vivo com professores com horário estabelecido. 

Ele também pode ser oferecido pela própria empresa ou por terceiros contratados.

O importante, nesse cenário, é compreender o que se deseja alcançar com as ações educativas, de modo a alinhar os colaboradores com as melhorias necessárias para impulsionar o desempenho da empresa como um todo.

Falaremos mais sobre o processo de implementar o treinamento remoto mais à frente, agora, você entenderá um pouco mais sobre os tipos de capacitação que podem ser utilizadas.

Antes de continuar, perceba que o assunto tem muito a ver com desenvolvimento profissional, o tema desse episódio do Tangerino Talks. Dê o play e agregue conteúdo a sua leitura!

Tipos de Treinamento online

Bem, você já entende o que é treinamento online, agora é hora de compreender as formas que essa abordagem pode ser implementada no seu ambiente de trabalho.

Microlearning

O termo em si já revela bastante sobre como ele é aplicado: micro (pequeno) e learning (aprendizado). Ou seja, esse é um método que entrega pequenas doses de conhecimento por vez.

O processo é feito com diversos recursos multimídias, como infográficos ou mesmo vídeos com uma linguagem simples, normalmente, ministrado por uma plataforma de educação (falamos mais sobre elas no último tópico).

Essa é uma metodologia mais flexível por permitir que o próprio aluno determine seu ritmo de aprendizado, sendo uma ótima forma de alcançar bons resultados pela educação corporativa.

Mobile learning

Hoje em dia, todos ficam grudados em seus smartphones. Sendo assim, uma proposta bastante interessante é utilizar esse tempo para aprender.

O mobile learning também tem um nome bastante intuitivo e implica que o colaborador utilizará seu celular para assistir às aulas e realizar as tarefas.

Essa é uma expansão natural da educação à distância, permitindo que ela seja mais democrática e ainda mais flexível.

Caso essa seja uma opção interessante para a sua empresa, garanta que todo o conteúdo produzido para o treinamento remoto esteja adaptado para ser entregue através de telas de smartphones e tablets.

Gamificação

A gamificação é uma excelente forma de entrega de conteúdo para os colaboradores, já que cria uma dinâmica de recompensa que o instiga a buscar “mais pontos”, ou seja, é uma metodologia ativa.

Não somente, essa é uma prática que tem sido implementada por diversas empresas com a finalidade de aumentar a produtividade.

Programas de mentoria

Esse é um tipo de treinamento bastante aceito por corporações, no qual colaboradores com mais tempo de casa e hard skills mais avançadas acabam por mentorear os mais novos.

Nesse tipo de abordagem, como o mentoring, é interessante a criação de metas e procedimentos formais para garantir que a oportunidade de desenvolvimento esteja sendo bem aproveitada.

Aproveite a leitura e confira também:
👉 Portaria 671 do MTP: o que Muda no Controle de Ponto Eletrônico?
👉 Reter talentos: 11 ações para diminuir a rotatividade de colaboradores
👉 Happy Hour Corporativo: Como Usar Para Integrar Equipes?
👉 Diversidade Cognitiva: Qual a Importância Para o Ambiente Empresarial?

Como fazer treinamento online?

Agora, chegamos a uma parte mais prática do texto na qual falamos sobre o passo a passo para implementar o treinamento online de forma eficiente.

Passo 1: Verifique as necessidades da empresa e o público

Antes de qualquer coisa, o treinamento deve ser uma demanda da própria empresa ou dos colaboradores, afinal de contas, eles devem estar alinhados com os objetivos do negócio.

Em outras palavras, os programas não podem ser aleatórios e também devem atender ao perfil dos colaboradores que os farão

Essas necessidades podem ser identificadas por meio das avaliações de desempenho ou mesmo levantadas pelos gestores e colaboradores. 

Normalmente, esses dados de RH são utilizados para criação de Planos de Desenvolvimento Individual (PDI), mas também podem ser os insights necessários para estruturar os treinamentos.

Outro ponto importante é identificar exatamente qual o público (recorte de colaboradores na empresa) que precisa do treinamento

Afinal de contas, nem sempre todos os colaboradores precisam saber algo relacionado a um segmento específico. O marketing, por exemplo, não precisa ter um treinamento sobre departamento pessoal.

Algumas perguntas norteadoras que te ajudarão a compreender como delinear o programa de aprendizado são:

  • Onde meu colaborador está inserido em relação à estratégia do negócio?
  • Quais soft skills, habilidades e competências, são necessárias desenvolver?
  • De que forma o treinamento desenvolverá profissionalmente a equipe?
  • O que a empresa precisa mais urgentemente para alcançar seus objetivos?

Com base nessas questões, é possível delinear a melhor abordagem para os treinamentos, lembrando que eles sempre precisam satisfazer as necessidades do colaborador (em seu cargo) e os objetivos da empresa de forma simultânea. 

Passo 2: Planeje o treinamento online

Existe alguém na empresa com competência para ministrar os cursos ou será necessário contratar terceiros?

Uma vez levantadas as necessidades da empresa, essa é a pergunta que deve ser feita.

Chegou a hora também de pensar no conteúdo, meio que será entregue, cronograma se o curso for ao vivo e diversos outros pormenores que dependerão muito do tema proposto.

Aqui, é interessante utilizar abordagens inovadoras e fugir daquele modelo padrão em que o aluno fica sentado escutando o professor. 

É difícil fugir desse padrão de educação, contudo, é possível pensar em algumas metodologias ativas como:

  • Fóruns de discussão;
  • Transmissões ao vivo;
  • Gamificação;
  • Tutoria.

O RH é o mestre das dinâmicas para não deixar essas ações ficarem chatas, sendo assim, é importante caprichar desde o momento da divulgação até o das aulas.

Também é aqui que você vai pensar se é necessário utilizar uma plataforma de treinamento online

Elas são bastante indicadas para empresas que querem disponibilizar diversas opções de treinamentos.

Com isso em vista, é necessário buscar toda a infraestrutura necessária para fazer com que esse projeto saia do papel. 

Muitas vezes, durante a implementação dessa “cultura do aprendizado contínuo”, peca-se pelo excesso, acreditando que o que realmente importa é a forma que o material é criado.

Contudo, é importante ter em mente que o foco deve estar sempre no conteúdo — que nunca deve ser superficial — e na entrega aos colaboradores.

Passo 3: Crie uma cultura de aprendizado

Realizar modificações na cultura organizacional nunca é uma tarefa fácil. Sendo assim, o time de RH deve trabalhar incessantemente para demonstrar as vantagens profissionais que os colaboradores terão ao aderir ao projeto.

Além disso, é importante evitar uma narrativa manipulativa com a mensagem “estamos fazendo isso pelo seu futuro” e ser bastante transparente com as motivações que levaram ao surgimento do programa.

Outro ponto é deixar claro os objetivos que se busca alcançar com os treinamentos online, tanto para o colaborador quanto à empresa. 

O endomarketing é uma ferramenta primordial em todo esse processo, pois divulga o treinamento, interage com os colaboradores e alinha as expectativas.

Compreendeu como funciona o processo para criar um treinamento online realmente eficiente, atendendo às necessidades da empresa? 

Agora falaremos um pouco mais sobre como tornar esse momento ainda mais interativo.

Como fazer um treinamento online interativo?

Não basta disponibilizar as informações e esperar que o colaborador seja compelido a estudar o tema com afinco. Sendo assim, criar um treinamento interativo deixa toda a experiência muito mais divertida e instigante.

Flexibilização do trabalho

É claro que existirão sempre os momentos de exposição de conteúdo, mas é importante inserir módulos interativos de modo a capturar a atenção e fazer com que os alunos participem ativamente na construção do conhecimento. 

Algumas ideias são:

  • Inserir elementos que exigem interação em cada slide, se for o caso;
  • Incluir imagens e vídeos interativos em 360°;
  • Propor situações hipotéticas para incentivar o trabalho em equipe.

No fim das contas, é importante conhecer bem os colaboradores para personalizar essa parte de acordo com o perfil deles, considerando também a área de atuação da empresa.

Por que fazer treinamento online?

Começaremos a responder essa pergunta com outra: ter funcionários capacitados é importante para que a sua empresa atinja os objetivos?

O treinamento online tem inúmeros objetivos que vão além do desenvolvimento de habilidades técnicas e emocionais. 

Ele também serve para ambientar o indivíduo com comportamentos e pensamentos desejados pela empresa.

Não somente, habilidades de liderança, gestão de pessoas e de projetos também precisam ser constantemente atualizadas. 

Estamos inseridos em um mercado extremamente dinâmico em que novidades surgem o tempo todo, como as metodologias ágeis, por exemplo.

E após o treinamento, a expectativa é que os funcionários coloquem esses conhecimentos em prática, revelando a segunda motivação para realizar o treinamento online:  contribuição para o crescimento da empresa.

Essa prática revela que a empresa não está preocupada somente com o resultado, mas está disposta a investir nas pessoas, ajudando-as em seu crescimento profissional.

Também podemos mencionar a vantagem competitiva que ter uma equipe sempre atualizada traz. Eles estão sempre por dentro das melhores práticas do momento, as ferramentas mais eficientes e mantém sempre um mindset questionador.

Sendo assim, é importante atrelar a evolução da empresa ao crescimento profissional, isso faz com que os indivíduos criem raízes na empresa e contribui para uma boa experiência do funcionário.

Mas esses não são os únicos motivos. Veja abaixo uma série de vantagens para adotar o treinamento online em sua empresa.

Quais as vantagens do treinamento online?

Descubra agora os inúmeros benefícios de adotar uma estratégia de treinamento online para o seu negócio.

Menor custo e mais simples

Algo que faz com que as empresas invistam bastante no ambiente digital hoje em dia é a sua praticidade. O custo de criar um é mais vantajoso do que reunir todos os colaboradores em um espaço físico para ministrar as aulas.

Uma infraestrutura física é sempre mais cara e robusta, sendo mais conveniente para todos participar por meio de um link na própria casa.

Isso não implica que o ambiente online não tem custos, ainda é necessário contratar professores, ter acesso a uma plataforma de ensino, produzir o material de suporte etc.

Mas outras vantagens associadas, que falaremos a seguir, faz com que a aula online seja uma escolha mais lógica.

Solução de alto alcance

A logística de conciliar a agenda de inúmeros departamentos deixa diversos analistas de RH tremendo em antecipação.

Não somente, as limitações geográficas são um grande problema, especialmente ao ter filiais com colaboradores trabalhando em home office espalhados pelo estado, ou mesmo por todo o Brasil.

Nessa situação, o analista começa a suar frio para fazer o treinamento acontecer. Ao optar pelo método online, tudo isso é resolvido de uma única forma. 

Digamos que o RH queira fazer uma palestra sobre os valores da empresa, juntar todos nesse cenário é tão simples como enviar um link do aplicativo de comunicação da empresa.

Ademais, também é possível deixar o conteúdo todo gravado em uma plataforma da empresa, servindo como um onboarding mais prático.

Valoriza a marca empregadora

A marca empregadora é algo que o RH deve estar sempre trabalhando a fim de atrair os candidatos talentosos do mercado.

Um programa de treinamento online bem estruturado é certamente um atrativo gigantesco para aquelas pessoas que desejam se aprimorar.

Flexibilidade para os colaboradores

A menos que se trate de uma aula ao vivo, ter uma plataforma de treinamento online deixa o processo de aprendizagem muito mais flexível para o colaborador, que pode escolher o melhor momento para aprender.

Não somente, por ficar disponível continuamente, permite que pessoas contratadas no futuro tenham acesso ao conteúdo.

Estimula a autoaprendizagem

Não raro, profissionais ficam um pouco estagnados quando conseguem um bom emprego.

Contudo, esse comportamento não é nada bom para a empresa, muito menos para pessoa, que deixa de atualizar-se das novidades do mercado.

Assim, a empresa age dando o “empurrãozinho” que faltava para o colaborador voltar a estudar e se desafiar.

Melhora a produtividade e a qualidade

Uma equipe bem treinada tende a ter um melhor desempenho em suas funções. Isso também é associado a uma maior motivação por conta do programa de valorização da empresa.

Líderes podem ter mais confiança no trabalho desenvolvido, uma vez que seus liderados são cada vez mais especializados em suas funções.

Essa dinâmica auxilia na construção de equipes mais produtivas que, por sua vez, contribuem diretamente para alcançar os objetivos da empresa.

Confira também alguns materiais ricos que o Tangerino possui:
📚 Flexibilização do trabalho: sua empresa está pronta para evoluir?
📚 Guia Prático sobre Comunicação Interna: Tudo que seu RH precisa saber sobre o assunto!
📚 Terceirizadas/Outsourcing: A sua empresa está preparada?

Como garantir a eficácia do treinamento no modo virtual?

Além de produzir todo o programa de treinamento online, o RH também deve se preocupar em medir os resultados originados dessas ações.

Dessa forma, é possível provar para a diretoria que o investimento na educação dos colaboradores traz resultados e observar também a possibilidade de melhoria no próprio programa.

Ademais, ter um conteúdo verdadeiramente relevante é primordial para que esses treinamentos sejam eficazes.

Entenda abaixo alguns pontos que podem ser considerados ao observar a eficácia dessas ações.

Como medir os resultados do treinamento online?

Reação

Entender como foi a recepção dos colaboradores à experiência online é importante para identificar se o assunto tratado foi realmente relevante e não houve problemas durante as aulas.

Assim, é possível avaliar questões como plataforma, professores, qualidade do conteúdo, taxa abandono.

Uma das melhores formas de medir a reação é com o famoso NPS, o Net Promoter Score.

Conhecimento adquirido

Se o curso oferece certificado, é importante avaliar o quanto do conteúdo programático foi absorvido pelos colaboradores. Mas não precisa ser algo tão formal quanto uma prova. Muitas vezes, basta que seja um questionário simples.

Esse também é um excelente indicador para avaliar a efetividade das aulas na construção do conhecimento e providenciar mudanças se necessário.

Aplicação de conhecimento

Digamos que os colaboradores de um departamento de marketing foram treinados para a criação de dashboards para exposição dos indicadores da área.

É possível avaliar se eles estão colocando esse conhecimento em prática por meio de conversas com os gestores ou feedbacks dos próprios colaboradores.

O importante é que os conhecimentos adquiridos estejam sendo postos em prática e melhorando a produtividade da empresa.

Resultados

Chegou a hora da verdade: medir os resultados (que pode ser em forma de ROI) do treinamento online.

Sendo assim, é importante não só manter descritivos detalhados dos gastos envolvendo o treinamento online, mas ter um objetivo específico para o treinamento.

Então, antes mesmo de planejar o conteúdo, é importante saber qual indicador se planeja mudar após a entrega do conteúdo aos colaboradores. Isso facilita a vida do RH na hora de medir os resultados.

Antes de finalizar, assista a esse vídeo de nossa série Me Explica Aí, sobre Cultura Organizacional.

Quais as principais plataformas de treinamento online?

Você está pronto para dar o pontapé inicial e levar o treinamento online para a sua empresa. Mas antes de você ir, temos uma última dica para ter sucesso nessa nova estratégia.

Estas são as principais plataformas de treinamento corporativo:

Não deixe de comparar questões como flexibilidade, praticidade, praticidade, atendimento e até mesmo variedade de conteúdo antes de assinar qualquer uma dessas plataformas.

E por falar em aprendizado contínuo, que tal continuar a leitura? Aprenda agora como desenvolver a comunicação interpessoal nas empresas.

Faça um teste Grátis

Deixe um comentário