North Star Metric: o Que é e Como Usar Esse Conceito na Empresa?

Toda empresa deve trabalhar com uma North Star Metric, que é um indicador principal de crescimento sustentável. Essa métrica atua como um elo entre o produto ou serviço oferecido e o objetivo do negócio como um todo.

Tempo de Leitura: 10 minutos

A North Star Metric, também chamada de “métrica da estrela norte” ou “métrica estrela-guia”, recebe esse nome por lembrar a forma como os antigos navegantes se orientavam.

Empresas de varejo, tecnologia e redes sociais com grande impacto começaram primeiro a usar uma métrica única, que condensava toda a estratégia da companhia. Podemos dizer que foi aí que surgiu a North Star Metric.

Hoje, essa métrica é bem comum em startups e empresas de alto impacto. Ela é um dos principais instrumentos para orientar negócios que cresceram muito rapidamente e, por isso, apresentam vários desafios de gestão. 

Para quem deseja medir crescimento, impacto e desafios, esse é um grande exercício de compreensão de métricas, dados e resultados.

Continue a leitura e veja por que a North Star Metric é importante e como definir a da sua empresa!

O que é North Star Metric?

North Star Metric

A North Star Metric (NSM), em livre tradução, significa métrica estrela-guia. Ela tem esse nome por carregar consigo o valor mais importante da empresa, que impacta diretamente os clientes.

Por ter tamanha importância, muitas vezes é um grande desafio definir qual será essa métrica dentro da empresa. Contudo, essa definição permite que todos os setores e funcionários caminhem numa direção única em produto, tecnologia, vendas, sucesso do cliente, gestão de pessoas, etc.

Guia Prático sobre Comunicação Interna

No entanto, como veremos ao longo deste conteúdo, muitas empresas erram ao escolher determinadas métricas para acompanhar, como:

  • métricas focadas simplesmente em aquisição de clientes;
  • métricas de vaidade como crescimento de seguidores, faturamento, métricas SaaS;
  • métricas de resultados, como lucro.

Qual é a importância da métrica estrela-guia?

Muitos dizem que a métrica estrela-guia é a única métrica que importa. Embora seja uma afirmação muito categórica, ela serve para ilustrar a importância de determinar a NSM da empresa.

Startups em fase de scale up (alto crescimento) têm diversos desafios, desde desenvolver uma visão estratégica até entender como realizar o acompanhamento de performance. Ter uma métrica estrela-guia pode ser o segredo para solucionar essas questões.

Os setores de uma empresa têm seus indicadores para acompanhar, como:

  • RH turnover, tempo médio de contratação, etc.;
  • Marketing — taxa de conversão, usuários únicos no site, etc.;
  • Vendas — índice de conversão por vendedor, ticket médio, ciclo de vendas, etc.;
  • Finanças — MRR, ARR, LTV, etc.;
  • Tecnologia — lead time, burndown etc.

Como definir a mais importante dentre as citadas acima? Para o setor de RH, acompanhar o desenvolvimento do talento dentro da empresa é mais importante do que o MRR, concorda?

É por isso que a North Star Metric deve ser única para todos da empresa, independentemente do setor.

Vale a pena conferir estes conteúdos também:
👉 Cultura colaborativa: como implementar em sua empresa
👉 C-Level: CEO e outros cargos executivos
👉 Comportamento organizacional: entenda o lado humano da sua empresa
👉 Business Partner: o papel dentro do RH

Empresas que usam o conceito de North Star Metric

Foi o livro “Good to Great”, do escritor Jim Collins, que impulsionou a adoção do conceito de NSM para grandes empresas ao redor do mundo. Desde então, elas começaram a usar diferentes meios de medir seu crescimento e seu impacto no mercado.

Veja alguns exemplos de empresas que usam a métrica estrela-guia e qual foi a escolha de cada uma:

  • AirBnb — quantidade de noites reservadas;
  • Amazon — vendas únicas por assinante Prime;
  • Facebook — quantidade mensal de usuários ativos / tempo de engajamento no feed;
  • Intercom — número de interações de clientes;
  • Medium — total de tempo de leitura por usuário;
  • Netflix — tempo que o assinante fica na plataforma assistindo a filmes;
  • Salesforce — média de interações por conta ativa;
  • Slack NPS (Net Promoter Score);
  • Uber — total de corridas diárias;
  • Walmart — compras por usuário / sessões visitadas.

Quais são os elementos da NSM?

A North Star Metric engloba um conjunto de fatores primários que atuam coletivamente para impactar a métrica estrela-guia. 

Seja na área de RH, produto ou marketing, por exemplo, todos podem influenciar diretamente esses fatores menores com seus trabalhos diários.

Essa combinação de métrica principal e inputs tem três utilidades: 

  • permite a comunicação interna e o alinhamento da equipe;
  • ajuda a priorizar tarefas e acelerar a tomada de decisões (informada, mas descentralizada);
  • permite que as equipes se concentrem no impacto de suas ações e no crescimento sustentável. 

1. Resultados

Podemos dizer que o primeiro elemento dessa métrica master é o resultado. A North Star Metric é um indicador principal dos resultados de negócios

Por mais que pareça repetitivo, esse conceito precisa ficar claro, pois esse indicador é o que deve trazer crescimento sustentável ​​e valor para o cliente final. 

Conforme a métrica evolui, você pode esperar que os resultados da sua empresa sejam ajustados com o tempo.

2. Inputs

Os inputs são tão importantes quanto a métrica estrela-guia em si. Eles são formados por um conjunto de três a cinco fatores complementares, que influenciam diretamente a North Star Metric.

Os inputs podem variar bastante conforme o setor, modelo de negócios e características únicas de um produto. O segredo é identificar os principais fatores que contribuem para a North Star Metric na sua empresa.

A North Star Metric é, portanto, o principal motivo para que os inputs existam. Por isso, eles precisam ser bem descritos e acionáveis.

3. Tarefas

A North Star Metric e seus inputs devem ser conectados a todas as atividades da empresa. Isso inclui tarefas de pesquisa, design, desenvolvimento de software, refatoração, prototipagem, teste A/B e outros — tomando como exemplo a rotina do time de produto.

As equipes, então, conectam suas iniciativas ao seu North Star. Tudo deve se alinhar à estratégia orientada pela métrica estrela-guia.

Por que a empresa precisa de uma North Star Metric?

A maioria das empresas busca definir KPIs (Key Performance Indicators, ou indicadores-chave de performance) que façam sentido para acompanhar cada ação e decisão do negócio. 

Desenvolvimento de lideranças

No caso de organizações que crescem muito rápido, como acontece com startups, ter essa definição é ainda mais desafiador.

Os benefícios de encontrar uma North Star Metric são muitos, mas eles serão sentidos apenas ao longo do processo, conforme a empresa percorre o seu caminho de crescimento.

Alguns benefícios são sentidos no curto prazo, outros no médio e longo. Independentemente da metodologia de gestão que a empresa adote, definir uma métrica estrela-guia pode ocasionar:

  • melhora na comunicação;
  • alinhamento hierárquico entre todas as equipes; 
  • priorização das atividades por parte de todos os funcionários;
  • maior visibilidade e transparência dos números que importam.

Ao definir uma métrica estrela-guia, fica fácil colocar todos os setores da empresa na mesma página. Assim, Marketing, Vendas, Produto, Financeiro, Tecnologia, RH e todas as outras áreas trabalhararão juntas para alcançar a meta proposta.

Exemplos de North Star Metric

Para te ajudar a visualizar como seria uma métrica estrela-guia, trouxemos alguns exemplos pensando em diferentes segmentos de empresas.

Consumer tech:

  • número de usuário ativos diários (DAU – Daily active users);
  • número de mensagens enviadas por dia;
  • retenção de clientes.

Empresas de mídia:

  • número de clientes consumindo notícias por semana;
  • tempo total de consumo (ler, ouvir ou assistir).

E-commerce:

  • número de clientes finalizando a sua primeira compra;
  • valor diário de compra;
  • tempo de vida de um cliente (lifetime value).

Modelos de B2B SaaS:

  • número de contas teste em sua primeira semana de uso;
  • número de usuários ativos diários (DAU – Daily active users).

Como definir uma North Star Metric para a empresa?

Como sabemos, cada empresa é única, com processos e rotinas próprias. Portanto, sua métrica estrela-guia deve ser definida a partir dessas particularidades.

Contudo, há um pequeno roteiro que pode te ajudar a definir qual será a North Star Metric da sua empresa. Porém, antes de trazermos esse pequeno guia, é necessário ter atenção à chamada métrica de vaidade.

A métrica de vaidade, como o próprio nome sugere, não mostra necessariamente o que você precisa ver, mas aquilo que você quer ver

Ela pode te iludir sobre o desempenho do seu produto no curto prazo, enquanto, na verdade, ela não mostra o sucesso no longo. Por isso, tenha muito cuidado na hora de escolher uma métrica estrela-guia. 

Abaixo, veja uma lista de tópicos que a North Star Metric deve atender:

  • gerar valor para os clientes;
  • estar ligada à visão do produto e à estratégia do negócio;
  • prever resultados futuros, em vez de refletir resultados passados;
  • ser acionável; 
  • estar estruturada em uma linguagem simples, para que qualquer pessoa da empresa consiga entender;
  • ser mensurável; 
  • não ser uma métrica de vaidade.

Cultura empresarial e North Star Metric

Antes de definir qual será a métrica estrela-guia da sua empresa, é fundamental rever o código de cultura e entender como a métrica estará alinhada à cultura da empresa. Lembre-se de que é essa definição que mostra o caminho que a organização deve seguir.

Se você tem dúvidas sobre o conceito de cultura organizacional, confira este vídeo da nossa série Explica aí:

Contudo, além de rever o culture code, é fundamental que os diretores revisitem os conceitos de missão, visão e valores. Por mais incrível que possa parecer, a métrica estrela-guia está diretamente conectada a esses conceitos

Como exercício, reúna toda a empresa para discutir os valores, rever o que precisa ser atualizado e manter todos atualizados e na mesma página.

Definida a North Star Metric, lembre-se de deixá-la visível para todos da empresa, como um constante lembrete de como a equipe deve trabalhar para alcançar a meta.

Temos alguns materiais interessantes sobre o assunto, confira:
📚 Pesquisa de clima organizacional ― planilha e checklist
📚 Indicadores de RH: dados estratégicos que você precisa acompanhar
📚 Guia: como engajar colaboradores para diminuir as taxas de absenteísmo e turnover
📚 Novos modelos de trabalho: como transitar pelas modalidades sem errar na gestão

Conclusão

Ao longo deste artigo, vimos o conceito de North Star Metric (NSM), o que motivou o seu surgimento, como funciona a técnica e demos algumas dicas de como você pode definir a métrica estrela-guia da sua empresa.

Além disso, vimos alguns exemplos de organizações globais que usam essa métrica para manter toda a equipe focada em gerar resultados alinhados à cultura organizacional e missão, visão e valores da empresa.

Por fim, também levantamos a importância de entender o negócio. Empresas maiores — com várias divisões, diferentes departamentos e bases de clientes — podem ter diferentes North Star Metrics, cada uma com suas próprias métricas variáveis.

Conseguiu entender o que é North Star Metric e como ter uma métrica estrela-guia pode conduzir o seu negócio ao sucesso? 

Falar sobre metas que orientam a empresa ao crescimento envolve também oferecer o suporte adequado para as operações, principalmente aparatos tecnológicos. O Tangerino é destaque nesse assunto, disponibilizando uma plataforma completa de gestão de presença e produtividade.

Faça o teste da nossa ferramenta e tenha em mãos o sistema moderno em termos de tecnologia para controle de jornada.

Teste

Deixe um comentário