Gestor de RH: Tudo Que Você Precisa Saber

O gestor de RH promove ações e acompanha resultados dos funcionários, com a intenção de mantê-los motivados, treinados e trabalhando de acordo com os objetivos do negócio. Ele atua como mediador entre os interesses da organização e dos colaboradores, para que todos os envolvidos sintam-se em uma relação vantajosa.

Tempo de Leitura: 16 minutos

Última atualização em 4 de novembro de 2021

Diante de tantas mudanças no mercado de trabalho em geral, tornando a competitividade trivial nas empresas, é cada vez mais necessário otimizar a gestão de Recursos Humanos para garantir o crescimento do negócio. 

E nesse cenário, o gestor de RH tem papel fundamental, principalmente porque cabe a ele acompanhar as tendências de mercado, gerenciar o clima organizacional e garantir que os colaboradores estejam motivados para entregar o melhor resultado possível. 

Somente com a maximização do potencial humano as organizações terão a garantia de alcançar esses resultados. 

Continue a leitura do artigo e descubra:

O que faz o setor de RH?

Gestor de RH

A área de Recursos Humanos, ou RH, é o setor que lida com as demandas dos colaboradores de uma empresa. 

Entre essas demandas podemos citar os processos de recrutamento, seleção, treinamento, além de questões relacionadas à remuneração e benefícios trabalhistas.

Desenvolvimento de lideranças

Hoje, o setor de RH se tornou mais estratégico, sendo o responsável pela manutenção das boas relações profissionais, contribuindo também para a valorização dos funcionários.

RH estratégico

O RH assume um papel estratégico na empresa quando é capaz de selecionar e contratar perfis de colaboradores compatíveis com a cultura da empresa e que realmente se tornam engajados com o sucesso do negócio.

Para isso, é fundamental aplicar ferramentas específicas, criadas especialmente para melhorar os processos de RH.

Aproveite a visita e confira também:
👉 Prestação de contas de funcionários: o que é e como otimizar esse processo
👉 Entrevista estruturada: saiba o que é e como utilizar
👉 Beneflex: o que são e como funcionam os benefícios flexíveis?
👉 Como usar recursos visuais para otimizar a comunicação interna?

O que é o gestor de recursos humanos?

O gestor de recursos humanos é o profissional que lidera o setor de RH da empresa, promovendo ações e acompanhando resultados dos colaboradores, para mantê-los motivados, treinados e trabalhando de acordo com os objetivos do negócio. 

De maneira resumida, o setor de RH atua como mediador entre os interesses da empresa e dos funcionários, para que todos os envolvidos sintam-se em uma relação vantajosa. 

Qual é a importância do setor de recursos humanos para empresa?

Durante muitos anos o setor de RH foi visto como algo burocrático, que participava apenas das contratações e das demissões dos funcionários. 

Entretanto, com as inúmeras mudanças sociais ocorridas nas últimas décadas, e a necessidade de recrutar e reter bons profissionais, o setor de RH passou a ser mais valorizado. 

Dessa maneira, o RH hoje é visto como um setor estratégico nas empresas, que contribui para o desenvolvimento humano. Além disso, ele ajuda a direcionar decisões empresariais. 

O que o gestor de recursos humanos faz?

Em um mercado que se modifica constantemente, as empresas precisam acompanhar as transformações e tendências para se manterem em crescimento. Quem consegue inovar sai na frente e se destaca diante da concorrência. 

E são inúmeras as responsabilidades do setor de RH, indo muito além das funções administrativas. Conheça algumas delas abaixo!

Recrutamento e seleção

Os colaboradores são um dos principais recursos de uma empresa, já que os resultados alcançados dependem diretamente deles. 

Justamente por isso, o processo de recrutamento e seleção é fundamental para todas as organizações. 

E essa é uma das principais responsabilidades do gestor de RH. Ele trabalha para identificar e atrair os melhores profissionais do mercado, planejar os processos de seleção e para garantir que a empresa e o colaborador tenham objetivos alinhados.

O gestor de RH também é responsável por mensurar uma métrica utilizada pelo setor para indicar o impacto financeiro que uma contratação causa na empresa, o ROI de novas contratações.

Definição de cargos e salários

O RH é responsável por descrever e especificar cada cargo da empresa, e ainda por garantir que os salários praticados sejam compatíveis com as funções exercidas, a chamada política de cargos e salários.

Para essa atividade é fundamental acompanhar os processos e rotinas dos funcionários para identificar quais tarefas são desempenhadas. 

E mesmo depois que a descrição esteja feita, ainda é necessário fazer revisões periódicas para incluir possíveis novas tarefas na função. 

Desenvolvimento pessoal e corporativo

 O ser humano é uma espécie em constante aprimoramento e no ambiente corporativo não é diferente. 

Com os avanços no mercado empresarial, novas habilidades sempre são requisitadas e os colaboradores precisam ser treinados para desenvolvê-las

E o setor de RH é responsável por construir o capital humano das empresas, desenvolvendo equipes mais engajadas e motivadas. 

A área de desenvolvimento pessoal estabelece atividades que melhoram a conscientização e a identidade de cada colaborador. 

Quando o gestor de RH consegue enxergar o funcionário como um indivíduo único, é possível identificar as qualidades, também os pontos de melhoria, e usar esse conhecimento em benefício da empresa também. 

O gestor de RH tem papel essencial nesse processo, já que ele é quem está constantemente em contato direto com os liderados, e pode conhecer cada pessoa, identificando os pontos positivos existentes e também aqueles que precisam de melhoria. 

O investimento no desenvolvimento profissional da equipe traz inúmeros benefícios, pois nivela o conhecimento dos colaboradores, o que melhora o relacionamento interpessoal, a motivação, o engajamento e, consequentemente, aumenta a produtividade. 

Gerenciamento de performance

A produtividade é um dos fatores de sucesso das empresas e tem ganhado ainda mais importância nos últimos anos, tornando a gestão de performance um ponto estratégico. 

A avaliação de desempenho tem o objetivo de medir a eficiência dos funcionários e garantir que todos estejam no mesmo nível, produzindo com a mesma eficiência. 

Para desenvolver a avaliação, são definidos KPIs, ou seja, indicadores de performance, que são aplicados em todos os colaboradores, gerando resultados em tempo real, permitindo que erros ou quedas nos rendimentos sejam percebidas imediatamente. 

Mas é importante entender que esse monitoramento não deve ser visto como uma punição ou perseguição do funcionário, e sim como uma forma de estímulo em prol da melhoria constante e do alcance das metas. 

Outro ponto fundamental é que a empresa tenha metas claras de desempenho e que a equipe de recursos humanos, inclusive o gestor de RH, estejam alinhadas para criar uma política de recompensas justa e estimulante para os colaboradores. 

Treinamentos

Os treinamentos podem ter diferentes objetivos em uma empresa. Os técnicos são utilizados para ensinar tarefas específicas que devem ser realizadas, e os integrativos ajudam bastante na adaptação de novos colaboradores ao ambiente e a equipe de trabalho. 

A partir dos resultados obtidos da avaliação de performance, é possível identificar as dificuldades de cada funcionário, ou de um grupo, e determinar o melhor tipo de treinamento. 

Da mesma forma, quando a equipe não está motivada ou existem dificuldades de relacionamento, o gestor de RH pode encontrar nos treinamentos a solução. 

Hoje os treinamentos podem ser ainda mais flexíveis, podendo ser realizados virtualmente, online, e até mesmo em formato de games, que estimulam ainda mais o engajamento do colaborador. 

Política de benefícios

Uma das partes mais importantes da relação entre a empresa e o funcionário é a gestão de direitos e benefícios.

Ela influencia diretamente na satisfação do colaborador com a empresa, e estimula a manter-se engajado. 

Além disso, os benefícios oferecidos pela empresa podem melhorar a qualidade de vida dos funcionários, principalmente em momentos mais difíceis, como de doenças ou acidentes. 

Monitoramento de métricas e estratégias

Uma das principais vantagens trazidas pela tecnologia é a possibilidade de realizar uma gestão com base em dados. Isso proporciona à gestão muito mais eficiência. 

Por meio de softwares de monitoramento, o gestor de RH consegue analisar os processos de gestão desde o início, favorecendo a tomada de decisões mais assertivas e obtendo melhores resultados. 

Os principais indicadores de RH são:

  • turnover;
  • absenteísmo;
  • índices de retenção de talentos;
  • tempo médio na empresa;
  • produtividade;
  • avaliação de aprendizagem;
  • retorno sobre investimento em treinamentos.

Contratações de novos talentos

As empresas precisam cuidar de seus bancos de talentos, por isso é responsabilidade do gestor de RH prover contratar novos colaboradores para garantir o perfeito funcionamento do negócio.

Esse processo envolve etapas como recrutamento, seleção, contratação, treinamento e retenção de pessoal.

Departamento Pessoal

O setor de Departamento Pessoal é responsável pelas rotinas burocráticas, como a guarda e distribuição de documentos dos funcionários, além dos registros de frequência e pontualidade, pagamentos, cálculos trabalhistas, entre outros benefícios. 

Vantagens de contar com um setor de RH organizado

Tendo tantas funções primordiais para o bom funcionamento da empresa, é importante que o setor de RH seja muito bem estruturado

Veja abaixo como os negócios podem se beneficiar, se decidirem encarar o processo de modificação:

  • melhorar a eficiência nos processos de seleção e recrutamento;
  • reduzir o turnover;
  • alinhar a gestão de pessoas ao panorama da empresa;
  • unir variadas competências;
  • integrar funções;
  • reduzir custos;
  • desenvolver efetivamente os profissionais;
  • auxiliar na tomada de decisões;
  • reduzir a verticalização na empresa;
  • ampliar as vantagens competitivas.

Temos alguns materiais relacionados ao assunto, confira:
👉 RH estratégico: melhorando os processos da gestão de pessoas
👉 Indicadores de RH: você sabe como aplicá-los na sua empresa?
👉 Business Intelligence: a importância do uso de dados no RH
👉 Case da Impacto Construtora: Tangerino facilitando a rotina do RH

Os principais processos do RH

Existem seis tipos de processos de RH que ajudam a garantir que o setor cumpra todas as suas funções da melhor maneira. 

eBook: Guia Prático sobre Comunicação Interna

Provisão

Os processos de provisão estão diretamente relacionados à aquisição de mão de obra e de novos talentos para a empresa. 

São eles que garantem que a organização tenha profissionais com as competências necessárias e adequadas a cada função. 

Entre os processos de provisão estão os planejamentos de RH, recrutamento e seleção e admissão. 

Aplicação

Para que a empresa funcione adequadamente é preciso que as tarefas sejam bem definidas e haja uma avaliação transparente dos resultados gerados pelos colaboradores. 

Entre os processos de aplicação estão o mapeamento de cargos, que envolve a criação de um organograma da empresa, e as avaliações de desempenho, que é a comparação dos resultados esperados e o desempenho real obtido. 

Remuneração

A remuneração é um dos principais pontos de motivação dos funcionários. Mas nem sempre a remuneração está relacionada apenas com o salário. 

Muitas vezes os benefícios oferecidos pela empresa aos seus colaboradores são tão ou mais importantes do que o valor pago diretamente. 

Entre os processos de remuneração estão a definição de salários, que é a definição e o pagamento regular da remuneração, e dos benefícios e programas de incentivo, que define recompensas, premiações e benefícios. 

Desenvolvimento

A capacitação é o que aumenta a motivação e a produtividade dos funcionários. Mais do que isso, é o que faz a qualidade dos resultados melhorar. 

Um dos principais processos de desenvolvimento é chamado de T&D (treinamento e desenvolvimento), e consiste em identificar as necessidades dos funcionários e criar ações de capacitação. 

Manutenção

Se os funcionários de uma empresa são o seu capital mais precioso, e se é tão importante capacitar e desenvolver seus talentos internos para aumentar os resultados do negócio, é ainda mais importante criar ações de retenção de funcionários. 

Para isso, é fundamental garantir um bom ambiente de trabalho e clima organizacional, e o RH deve primar por desenvolver esse tipo de relação entre os funcionários e em relação à empresa. 

Então, entre os processos de manutenção estão os de relações trabalhistas, que garante que as contratações estejam de acordo com as normas da CLT, e os processos de ambiente de trabalho e clima organizacional. 

Monitoramento

O crescimento e a longevidade de uma empresa estão diretamente ligados às decisões tomadas. E as melhores decisões são aquelas tomadas com base em dados. 

Por isso, um dos processos do RH é o monitoramento, por meio da criação de banco de dados com informações sobre os colaboradores, jornada de trabalho, horas extras etc. 

Todos esses processos de RH contribuem para o desenvolvimento da empresa, implementando inovações que ajudam a aumentar a produtividade, otimizam o tempo e reduzem as possibilidades de erros.

A organização do RH e a relação com funcionários 

Quando a performance dos funcionários é valorizada, os resultados ficam evidentes e isso pode ser percebido na imagem da empresa. 

Entretanto, não é fácil manter a equipe motivada. É essencial promover incentivos e estratégias que valorizem cada funcionário e é nesse ponto que a organização do RH se torna fundamental na relação com os colaboradores. 

Desenvolver um bom plano de carreira, oferecer treinamentos específicos e ter atenção às necessidades e ao bem-estar dos funcionários é importante para favorecer o clima corporativo.

Temos alguns materiais importantes para a gestão de pessoas na sua empresa, veja:
📚 Trabalho remoto: ferramentas para facilitar a gestão a distância
📚 Sobrecarga no trabalho: saiba como evitar esse mal na sua empresa
📚 Como engajar colaboradores para diminuir as taxas de absenteísmo e turnover?
📚 Gestão de pessoas remota: o guia completo para colocar em prática na sua empresa!

Dicas para os gestores de RH

Após ter entendido todos os aspectos da função de gestor de RH, você deve estar se perguntando como, então, ser um profissional de alta qualidade e como manter o setor de RH eficiente. 

Por isso vamos falar sobre algumas dicas que poderão ajudar você nessa gestão. 

1. Empatia é fundamental — entenda os seus funcionários

O gestor de RH lida com pessoas, portanto, a primeira dica deve ser dar atenção especial a conhecer seus funcionários diretos, aqueles que trabalham no próprio setor. 

Descubra seus pontos fortes e fracos, valorize a diversidade e aprenda a construir um equilíbrio entre essas forças. 

Fazendo isso, será mais fácil delegar tarefas, respeitando as habilidades de cada colaborador e também aumentar o engajamento e a participação deles. 

2. Trabalhe em conjunto com outros departamentos

Para realizar contratações de profissionais com as habilidades corretas, é importante conhecer as responsabilidades de cada setor e desenvolver ideias e práticas de RH adequadas. 

Para isso, trabalhe em conjunto com os gerentes dos outros setores para, assim, descobrir o que eles precisam. 

3. Lidere pelo exemplo

A melhor forma de liderar é dando o exemplo para seus subordinados. É preciso ficar claro que as normas são as mesmas para todos os funcionários, isso aumenta a conexão com eles, além de aumentar o engajamento e a motivação. 

4. Invista na capacitação de seus funcionários

Conhecendo bem as habilidades e os pontos de melhoria dos funcionários e também as necessidades de cada setor, é possível investir em treinamentos importantes para o desenvolvimento deles. 

Hoje existem diversas modalidades de cursos, workshops, treinamentos, que podem ser realizados presencialmente ou não. 

Mas não se esqueça de dedicar parte do orçamento mensal para esse investimento.

5. Otimize o processo de recrutamento e seleção

Para contar com uma equipe de profissionais de alta performance é essencial que o RH se dedique a ter um processo de recrutamento e seleção altamente eficiente. 

Somente assim será possível encontrar profissionais experientes e capacitados, que também estejam dispostos a contribuir com o crescimento da empresa por um longo período. 

Hoje existem diversas técnicas que ajudam o gestor de RH a identificar o máximo do candidato entrevistado e a perceber se ele está alinhado com as expectativas da empresa. 

Contar com um processo de recrutamento e seleção otimizado ajuda a reduzir a rotatividade na empresa, que é tão prejudicial. 

6. Gerencie as tarefas dos colaboradores

A produtividade dos funcionários é um ponto determinante para o sucesso de qualquer empresa, por isso é importante gerenciar as tarefas realizadas por eles. 

Hoje existem diversos softwares que ajudam a realizar esse monitoramento, permitindo ao gestor de RH saber o que cada colaborador fez, quanto tempo levou, assim como os erros cometidos e acertos. 

Com todas essas informações, é possível realizar ações de adequação para melhorar o trabalho.

Mas é preciso ter cuidado para não cometer exageros e transformar esse monitoramento em um controle excessivo, que limita e compromete a confiança e a motivação do funcionário. 

7. Desenvolva uma comunicação interna eficiente

Os colaboradores da empresa têm o direito de receber as informações importantes diretamente da organização. Dessa forma, evita-se as fofocas e as informações deturpadas. 

Uma boa gestão de RH se preocupa com a construção de uma comunicação interna saudável e eficiente. 

Por isso, uma das principais funções do gestor de RH e da sua equipe é criar meios de manter os funcionários sempre bem informados sobre todas as mudanças importantes da empresa e também sobre os eventos internos. 

8. Dê autonomia e incentive a criatividade

Permitir que os funcionários deem opiniões e se expressem faz com que eles se sintam parte da empresa, além de promover a criatividade e motivação.

O ideal é que o gestor de RH incentive o colaborador a pensar diferente e ofereça liberdade para novidades e inovações.

9. Ofereça feedbacks constantes

Os feedbacks são importantes para que o profissional receba orientações e possa se desenvolver adequadamente, contribuindo ainda mais para o crescimento da empresa. 

Por meio dos feedbacks o gestor de RH pode identificar os pontos positivos e os que precisam de melhoria, analisando o progresso e o comportamento do colaborador. 

E os feedbacks também podem vir dos colaboradores, em relação ao próprio RH e ajuda a compreender o que o setor precisa melhorar também. 

10. Utilize softwares próprios para as funções de RH

A tecnologia pode ser uma grande aliada na hora de otimizar o setor de RH e todas as suas funções. E hoje já existem muitos softwares voltados para esse tipo de gestão. 

Os softwares ajudam a reduzir a papelada e o trabalho manual em muitos casos, também contribui para economizar tempo e evitar falhas. 

Um dos melhores exemplos de recursos tecnológicos que podem ser melhorados com a tecnologia é o registro e fechamento da folha de ponto. 

O processo manual é passível de muitos erros que podem causar sérios danos à empresa, inclusive processos trabalhistas. 

Mas com o uso do software adequado de controle de ponto é possível otimizar todo esse processo. Agora você já sabe tudo sobre o gestor de RH.

Quer saber mais sobre gestão de empresa e também como a tecnologia pode ajudar a otimizar seus processos, siga nossas redes sociais. Estamos no Facebook, no Instagram, no LinkedIn e no YouTube.

Faça um teste Grátis

Deixe um comentário