Veja como incentivar a produtividade a partir do perfil comportamental

Em tempos de pandemia, as organizações usam o trabalho em home office como estratégia para proteger seus colaboradores. No entanto, manter a produtividade atuando de forma remota pode ser um desafio, que pode ser superado ao levar em consideração o perfil comportamental de cada colaborador.

Neste artigo oferecido pela Sólides, você vai aprender sobre gestão comportamental e metodologia DISC, desenvolvida para compreendermos como as características pessoais moldam o perfil do indivíduo. Ao final, verá algumas dicas para aumentar a produtividade das equipes enquanto elas estiverem em home office. Continue a leitura!

O que é a gestão por perfil comportamental e como ela pode ajudar?

Perfil comportamental para melhorar a produtividade

Os perfis comportamentais são a base para teoria desenvolvida em 1950 por Maslow e Herzberg, chamada de gestão comportamental. Esses dois estudiosos criaram teorias sobre os objetivos, a motivação e o comportamento humano. 

O setor de Recursos Humanos passou a ter um papel preponderante na trajetória de sucesso em uma organização. Por meio da gestão comportamental, o analista de RH consegue ter uma nova perspectiva sobre as diferentes reações das pessoas diante de situações do cotidiano.

Nesse contexto, a gestão comportamental ajuda as lideranças a definirem melhor os cargos e acaba contribuindo para aumentar a produtividade. Ainda, ela auxilia nos processos de recrutamento e seleção, tornando-os mais eficazes. Em outras palavras, consegue encaixar as competências do profissional às necessidades da empresa, beneficiando empregado e empregador. 

Mas como fazer a gestão comportamental na prática? Primeiro, é necessário compreender como funciona a metodologia DISC, criada para explicar as reações emocionais dos seres humanos. 

Essa teoria, desenvolvida na década de 1920 por William Martson, preconiza que cada pessoa deve ser avaliada conforme seu perfil predominante. Para ele, nenhum indivíduo é superior ao outro, eles apenas se diferem em suas competências socioemocionais.

Na teoria de Martson, DISC é a sigla para quatro características: Dominance (dominância), Influence (influência), Steadiness (estabilidade) e Conscientiousness (cautela). Esses traços de comportamento definem os quatro perfis comportamentais existentes, conforme veremos a seguir. 

Quais os perfis comportamentais e como geri-los em home office?

A análise do perfil comportamental é uma estratégia utilizada para reconhecer e interpretar o comportamento humano em situações ou reações a diferentes estímulos. A psicologia explica que os indivíduos pensam, agem e se comportam de formas diversas.

No ambiente corporativo essas diferenças ficam ainda mais evidentes. Por isso, as organizações usam o perfil comportamental para tornar mais assertivos os processos de recrutamento e seleção e para estimular o desenvolvimento profissional dos colaboradores. 

Há quatro perfis comportamentais: 

  • Analista;
  • Planejador;
  • Executor;
  • Comunicador.

Agora, conheça as características de cada um e como se comportam trabalhando em home office. 

Analistas em home office

O perfil analista é calmo, discreto e rígido. Geralmente, são considerados pessimistas e realistas, por terem uma personalidade racional. Além disso, são ágeis, inteligentes, intelectuais e têm facilidade para executar tarefas que exigem detalhes ou precisam de respostas rápidas.

Por terem um comportamento analítico, o perfil se adapta muito bem ao trabalho em home office. A concentração e a disciplina colaboram para o cumprimento dos prazos. Agora, no sentido de serem pessoas rígidas, conseguem estabelecer uma rotina estruturada, sem depender tanto do convívio social. 

Portanto, para manter a produtividade do analista, evite causar surpresas com falhas de comunicação ou mudanças repentinas nos processos de trabalho. Esse perfil prefere prazos mais longos que lhe deem condições de executar as tarefas com perfeccionismo. 

Outras dicas para estimular a produtividade do analista: não deixe esse colaborador solto demais, mantenha a comunicação constante e acompanhe suas ações. Ele tem necessidade de reportar seus processos, portanto, esteja sempre pronto para escutar. 

Por fim, o perfil analista gosta e precisa de feedback para alinhar o planejamento e visualizar as metas atingidas. 

Planejadores em home office

Tranquilidade, cautela e autocontrole são características predominantes no planejador. Esse perfil comportamental aprecia a rotina e se adequa bem às regras estabelecidas pela empresa. 

Apesar de serem introvertidos, os planejadores têm facilidade de relacionamento e gostam do dinamismo que o trabalho em equipe oferece. No entanto, ele precisa ter seu papel bem definido dentro do time. 

Ainda, sua produtividade está atrelada à sintonia e à coerência com o trabalho do grupo. Logo, para se manter produtivo, ele não pode se sentir isolado. 

Como são extremamente organizados, os planejadores produzem mais e melhor quando conseguem visualizar prazos de entrega. Por isso, mantenha cronogramas bem estruturados. 

A produtividade desse perfil comportamental aumenta quando ele se sente parte do todo, do coletivo, mesmo trabalhando de forma remota. Metas, objetivos de médio e longo prazo e feedbacks constantes são motivações para mantê-lo sempre produtivo. 

Executores em home office

Os executores são otimistas, dinâmicos e ativos. Mantêm uma liderança nata e não se intimidam diante de riscos e desafios. Além disso, gostam do trabalho e têm uma disposição física invejável, sendo determinados e perseverantes. 

Em cenários desafiadores — como o causado pela pandemia do coronavírus — os executores oferecem ideias criativas e soluções imediatas para contribuir. Geralmente, usam da intuição para superar obstáculos.

Mas como manter a produtividade do executor? Ofereça tarefas que exijam respostas rápidas, focadas em resultados, e incentive a competitividade, mesmo em home office. Isso é fundamental para o perfil produzir. 

Por fim, não se esqueça: perfis executores adoram metas. No entanto, elas devem vir acompanhadas de indicadores de resultado. Quanto mais se sentir produtivo, mais ele produzirá. 

Comunicadores em home office

O quarto e último perfil comportamental é o comunicador. Trata-se de colaboradores falantes, ativos, extrovertidos e que não gostam nem um pouco da rotina. Adaptam-se facilmente às situações adversas, mas precisam do contato interpessoal. 

Ainda, gostam de estar em movimento e são bastante autônomos, no entanto, precisam de interação social. Caso contrário, podem ficar ansiosos, principalmente no isolamento provocado pelo home office. 

Além disso, executam suas tarefas com agilidade e rapidez, são dinâmicos e gostam de inovar no trabalho. Comunicam-se com facilidade e gostam de dar feedback aos gestores. Aliás, as lideranças devem estar atentas para a queda de motivação causada pelo isolamento.

Para mantê-los produtivos, proporcione a interação entre os times, ainda que por videoconferências e reuniões on-line. Os gestores devem estar prontos e disponíveis para atender os comunicadores. Não os abandone ou a produtividade cai. 

Outra maneira de estimular a produtividade desse perfil é dar a ele alguma tarefa, como conduzir reuniões ou desenvolver algum treinamento com a equipe de trabalho. 

Dicas para manter o home office produtivo

Manter a produtividade em home office pode ser um desafio. A aparente ausência de rotina, o isolamento ou a dinâmica de uma casa dividida com outras pessoas pode tirar o foco até do colaborador mais disciplinado. 

No entanto, ser produtivo no escritório em casa é possível, quando inserimos na rotina algumas ações simples, mas eficazes. Confira. 

Tenha as ferramentas necessárias para o trabalho remoto

Computador, fone de ouvido e microfone para as reuniões on-line, mouse, programas e uma boa conexão com a internet são fundamentais para produzir mais e melhor.

Reserve um espaço só seu

Para evitar interrupções durante o expediente, tenha um ambiente próprio, que funcione como um escritório mesmo. Se possível, prepare um cômodo da casa para esse fim ou coloque uma escrivaninha em um local tranquilo, onde possa trabalhar longe de ruídos, conversas ou som de televisão, por exemplo. 

Planeje suas ações

A procrastinação mina a produtividade, logo, elabore um planejamento. Defina horários para ler e responder e-mails, para atualizar redes sociais, para os projetos e reuniões online. Quando você estabelece um cronograma simples e atingível, fica mais fácil se sentir produtivo. 

Para tanto, use ferramentas, como Google Agenda, Trello ou Pomodoro Timer, que auxiliam na hora de organizar o cronograma do dia e os compromissos. 

Respeite os horários

Trabalhando em home office, fica fácil inverter horários e até trocar o dia pela noite. Logo, procure manter seu expediente regular, conforme quando está na empresa. Se você faz parte de uma equipe, é fundamental estar ativo quando todos estiverem. Assim, a produtividade da equipe não será prejudicada. Ainda, respeite os horários de pausa para as refeições e descanso. Não ultrapasse seus limites. 

Estabeleça canais de comunicação

Não perca o espaço para o diálogo. O isolamento social é necessário, mas para o trabalho fluir, é preciso estar em contato. Então, esteja online e disponível, tanto para as lideranças quanto para os colaboradores. Ainda, dê retorno, responda e-mails, atenda ou retorne ligações telefônicas.

Não perca nenhuma informação

No home office ou no trabalho remoto, é possível que outros computadores sejam utilizados. Por isso, tenha cuidado com as informações compartilhadas. Mantenha o compromisso com a confidencialidade da empresa, não repasse senhas, nem documentos.

Em um cenário ideal, a organização deve oferecer as ferramentas de trabalho para o home office, principalmente o computador. Se isso não for possível, tenha backup e não perca nenhuma informação.

Essas foram as dicas para manter a produtividade dos colaboradores em tempos de home office a partir do perfil comportamental. O mais importante é saber identificar cada um deles e, a partir daí, aplicar técnicas para que se sintam estimulados e, consequentemente, produzam mais.

Para aprofundar os conhecimentos sobre as características de cada perfil, acesse o Profiler, uma tecnologia exclusiva da Sólides, baseada na metodologia DISC. A ferramenta ajuda a mapear o perfil dos colaboradores de maneira mais assertiva.

teste grátis 14 dias