O que é People First e por que adotar essa metodologia

A metodologia People First coloca os indivíduos no centro da tomada de decisão, sejam eles funcionários ou clientes. O foco aqui é melhorar a experiência das pessoas e tirar o foco do lucro.

Uma das missões do nosso blog é te manter atualizado sobre as mais novas tendências empresariais. Por isso, o assunto da vez é People First, um modelo de gestão que ganhou destaque durante a pandemia da Covid-19.

As relações de consumo mudaram muito, e isso também impactou a forma como as empresas se portam — e não apenas frente aos seus clientes.

O People First é um modelo de gestão que, como sua tradução direta indica, coloca as pessoas em primeiro lugar, um movimento também conhecido como H2H (Human to Human).

A cultura pautada nesse modelo é voltada para as relações interpessoais e não para o lucro a qualquer custo. Despertamos sua curiosidade sobre como essa filosofia pode mudar a sua empresa? Continue lendo este texto e confira!

Mas, afinal, o que é People First?

O que é People First?

O People First é um tipo de gestão que valoriza as pessoas e coloca os seus interesses no centro da tomada de decisão. Esse é um modelo extremamente moderno e condizente com a realidade do mercado que conhecemos hoje.

Todos estão à procura de experiências personalizadas, e esta é a mágica que essa estratégia traz para os negócios: ao colocar o seu cliente no centro das tomadas de decisão, mais positivo e consistente será o vínculo formado.

Esse vínculo, por sua vez, é um dos fatores que estimulam o lifetime value (LTV) do cliente, ou seja, quanto ele gastará em média com serviços ou produtos durante o período em que estiver se relacionando com a sua empresa. 

Para entender melhor os benefícios dessa fidelização, basta perguntar para os usuários da Apple se eles pensam de trocar para Android ou PC.

Brincadeiras à parte, os produtos da Apple não são objetivamente melhores, contudo, a cultura dessa empresa é completamente desenvolvida ao redor da experiência dos seus clientes e isso fez (e faz) bastante diferença.

A importância do People First para os seus clientes

Os benefícios do People First sob o ponto de vista do cliente são mensuráveis e muito diretos. A partir dessa estratégia, é possível estabelecer uma relação mais próxima com o cliente, mais empática e com foco total em seus problemas e suas dores. Abaixo, veja algumas vantagens.

Aumento da satisfação com o serviço ou produto

Cliente nenhum gosta de se sentir explorado pela empresa. Ter o cuidado de tratá-lo como um indivíduo, levando em conta suas particularidades e dando atenção às suas dores é a chave para conquistá-lo. 

Hoje, mais do que nunca, as pessoas não consomem considerando apenas o preço dos produtos. Elas colocam na balança o esforço despendido pela empresa para sanar seus problemas e promover uma experiência satisfatória. Cumprindo esse requisito, o sentimento associado à sua marca será positivo e os ganhos serão mútuos.

Clientes fidelizados pelo carisma

Empresas que colocam os seus clientes no centro, certamente, contam com uma equipe de atendimento pronta para resolver qualquer problema.

Os consumidores se sentem ouvidos, importantes, e não tardam a voltar sempre que possível. Também é bem provável que eles se tornem embaixadores da marca, defendendo com unhas e dentes a qualidade da solução oferecida pela empresa.

A importância do People First para os funcionários da sua empresa

A gestão H2H não foca no lucro inconsequente e, por isso, permite a criação de um ambiente de trabalho muito mais sustentável onde os seus colaboradores se sentirão valorizados e motivados.

Uma empresa que não coloca o bem-estar dos funcionários no centro tende a ter um índice de turnover, ou rotatividade, muito maior. E, a cada saída, a empresa perde talentos e necessita gastar recursos para treinar novas pessoas.

Sendo assim, veja como o People First vai encantar o capital humano da sua empresa.

Aumento do engajamento

Funcionários engajados podem ser sinônimo de motivação, especialmente quando a cultura organizacional permite que cada pessoa exerça a sua individualidade e criatividade.

Esses espaços costumam fomentar as paixões de cada indivíduo. Como consequência, empresas podem contar com funcionários mais interessados e produtivos.

Construção de uma imagem positiva

Empresas que têm as pessoas como o centro das suas decisões constroem uma reputação positiva e atraem novos talentos, compondo um time cada vez mais eficiente e diversificado.

eBook: Guia Prático sobre Comunicação Interna

Isso tem resultado direto na competitividade da organização. Se ela contar com os melhores recursos humanos, é muito provável que consiga entregar um serviço cada vez mais personalizado para os seus clientes.

Esse tipo de situação vira um ciclo positivo:

Bons funcionários → Conquistam e encantam clientes → Geram mais receita → Possibilidade de mais investimento em personalização.

Todos se movem por um objetivo comum

Como dissemos, funcionários engajados com a empresa são mais produtivos. Essa é uma verdade absoluta.

Ao incrementar políticas de People First, os gestores também estão pavimentando o caminho para o crescimento da empresa com menos problemas e mais cooperação.

O que a empresa ganha com isso

Colocar o foco no capital humano, certamente, traz inúmeras vantagens para uma empresa. Algumas delas são:

  • aumento do engajamento e motivação dos funcionários;
  • maior desempenho e produtividade;
  • retenção de talentos crescente;
  • melhora na imagem da empresa e no valor da marca;
  • geração de um clima organizacional mais agradável.

Como aplicar o People First em sua empresa

Falar sobre o assunto é fácil, mas como colocar em prática?

Talvez a sua empresa não esteja no mesmo nicho que a Apple e nem conte com os mesmos recursos para investir em ações voltadas aos clientes e funcionários.

Mas isso não deve ser um problema. Abaixo, você encontrará uma série de medidas que qualquer organização pode implementar no dia a dia a fim de colocar em prática a filosofia People First. Veja:

  • negociar de forma que ambas as partes ganhem;
  • pensar nas ferramentas e no lucro como meio para o fim;
  • ter um programa focado na jornada do cliente;
  • buscar maneiras de agregar valor para os funcionários;
  • contar com ferramentas para medir a satisfação do seu público e funcionários;
  • envolver todos no planejamento estratégico;
  • investir na cultura organizacional da sua empresa.

Não precisa ir muito longe para encontrar empresas que hoje estão na mente de todos e fomentam a filosofia de colocar os indivíduos na frente!

Uma delas é a Netflix, que criou uma excelente experiência para os clientes através de seu streaming. Há alguns anos, assistir a um programa na TV, sair de casa e poder continuar no celular era cenário de filmes de ficção científica, mas agora já é realidade.

O Nubank é uma empresa que nasceu para descomplicar os processos bancários, uma proposta de valor inovadora em seu tempo e que mudou a forma com que muitas pessoas encaram o sistema bancário.

Atualmente, a Amazon tem sido pauta principal quando o assunto é People First, com a sua missão de “ser a empresa mais centrada no cliente que existe no mundo”.

O segredo para o sucesso dessas e de muitas outras empresas é simples: encontre os problemas dos seus clientes e os solucione, entregando valor verdadeiro que facilita o dia a dia deles.

People First durante a pandemia: nunca foi tão importante!

A pandemia da Covid-19 pegou todos de surpresa, e diversas empresas precisaram se adaptar — e rápido — a uma nova realidade, o home office.

A gestão de pessoas tem enfrentado um grande desafio para manter os funcionários motivados, produtivos e felizes durante o afastamento social. Certamente é um período no qual o exercício da empatia é bastante necessário.

Nesse momento, as (diversas e quase intermináveis) reuniões por vídeo são necessárias para manter toda a equipe alinhada quanto ao caminho que a empresa deseja percorrer. Além disso, esse deve ser um espaço para dar voz a cada colaborador, afinal de contas, não tem como ser People First sem antes ouvir as pessoas, não é mesmo?

Pensando nisso, leve em consideração o estado de cada cliente e trabalhador, ouça de forma empática os percalços pelos quais eles estão passando durante esse período de isolamento social e encontre soluções que tragam benefícios para todos. Esses são passos básicos, mas fundamentais, para implementar a filosofia People First em sua empresa.

Esperamos que tenha gostado deste texto. Para aprender mais sobre gestão de pessoas, que tal ler nosso artigo e entender as funções do Departamento Pessoal?

teste grátis 14 dias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.