O que é a metodologia DISC e como aplicá-la na minha empresa?

A metodologia DISC é utilizada pelos gestores de RH para conseguirem definir as principais características de seus colaboradores, com a finalidade de melhorar a gestão das equipes.

Em um ambiente empresarial, sabemos que as capacidades técnicas são necessárias. Porém, ter um colaborador qualificado tecnicamente, mas que não se sente motivado e engajado, não trará resultados satisfatórios para si e nem para a empresa. É nesse momento que vale a pena implementar a metodologia DISC. 

Essa metodologia nos permite conhecer o perfil comportamental do colaborador, os desafios que o motivam e quais são suas atitudes diante das mais diversas situações no ambiente profissional ou, até mesmo, fora dele. 

Mesmo tendo surgido na década de 1920, a metodologia DISC se mostra muito atual e tem sido muito utilizada nas empresas por gestores, líderes e profissionais de RH. Por meio do teste do perfil, esses profissionais conseguem maior assertividade, tanto na hora de contratar a pessoa ideal para determinada vaga quanto na hora de delegar tarefas ou realocar cargos. 

Mas você, conhece o método DISC, para que ele serve e como aplicá-lo na sua empresa? Continue a leitura e saiba mais!

O que é metodologia DISC?

Metodologia DISC

Trata-se de um método de avaliação de comportamento que tem como principal objetivo mapear os perfis dominantes de um indivíduo, de acordo com o ambiente. A metodologia DISC detecta características, como forças, motivações, forma de gerenciar e de se comunicar, entre muitas outras atribuições para proporcionar às pessoas um profundo autoconhecimento.

Criada a partir dos estudos do psicólogo William Moulton Marston, que em seu livro publicado em 1928,  As emoções das pessoas normais, desenvolveu os conceitos que servem como base para o DISC. Nessa época, perfis comportamentais eram utilizados somente em pessoas com alguma deficiência mental. Diante desse cenário, Marston idealizou estender esse conceito para avaliar o comportamento de todos os indivíduos.

Mesmo com a publicação do livro na década de 20, foi só em 1945 que o pesquisador Walter Clarke criou uma ferramenta de avaliação para o DISC, utilizada atualmente em vários países, por diversas organizações e empresas.

O que é perfil DISC?

Como forma de testar seus estudos, Marston descobriu quatro perfis básicos nos indivíduos: Dominância, Influência, Estabilidade e Conformidade — das iniciais em inglês destas palavras, surgiu a sigla DISC.

Segundo Marston, ninguém é 100% somente um perfil DISC, porém, as pessoas costumam ter um ou dois que são predominantes. Por meio do teste, o gestor consegue mapear e explorar cada um desses perfis em seus colaboradores. Mas ele precisa estar ciente que nem sempre a pessoa vai se comportar de acordo com seu perfil, pois ela sofre influências de situações cotidianas em sua vida pessoal e também por acontecimentos na rotina empresarial. 

O teste de perfil DISC

O teste de perfil DISC é a ferramenta que permite a identificação do perfil predominante do indivíduo. Geralmente, é aplicado em forma de questionário a ser respondido rapidamente e de maneira inconsciente, para que a identificação seja assertiva.

Baseado no modelo estabelecido por Marston, o teste define o resultado para uma das quatro representações comportamentais. Veja cada uma delas, a seguir.

Dominância

Pessoas com esse perfil tendem a ser determinadas e têm facilidade em lidar com desafios. Além de se mostrarem exigentes, ousadas e assertivas. Como profissionais, apresentam um trabalho eficaz, com resultado imediato, focando sempre nos resultados.

Influência

Aqui temos pessoas mais emocionais, que tendem a ser grandes influenciadoras. Além disso, são animadas, entusiasmadas, extrovertidas e motivadoras. No âmbito profissional, são criativas e buscam sempre a troca de ideias com outros profissionais para se manterem atualizadas e inovadoras. 

Estabilidade

Perfil que busca por padrões altos e, por isso, não é de se arriscar. Ainda, são pessoas pacientes, tranquilas, confiáveis, persistentes e gentis. No ambiente corporativo, lidam melhor com rotinas e padrões, pois querem sempre ser eficientes e precisas em suas atividades. 

Conformidade

Por fim, temos as pessoas analíticas, cautelosas, técnicas e determinadas. No ambiente de trabalho, seguem normas e ordens com facilidade e realizam suas atividades com muito cuidado e perfeição. Logo, cobram-se muito e tendem a serem críticas com seus colegas de equipe. 

Ao longo dos anos, com a evolução da ferramenta DISC, foi realizada uma importante mudança na nomenclatura dos perfis, pois, segundo estudos, sua tradução literal não transmitia com clareza o que era a característica principal em cada um deles. Dessa forma, atualmente, temos os seguintes correspondentes aos perfis DISC:

  • Dominance — Executor;
  • Influence — Comunicador;
  • Steadiness — Planejador;
  • Conscientiousness — Analista.

Como aplicar a metodologia DISC na empresa?

Sabemos que as pessoas são o grande diferencial dentro de uma empresa. Então, conhecê-las melhor por meio da análise de perfil, baseada na metodologia DISC, auxiliará no entendimento de seus talentos e limitações, além de melhorar a comunicação entre líderes e liderados. 

Como resultado, a empresa terá colaboradores mais satisfeitos e produtivos. Esse tipo de condução recebe o nome de gestão comportamental, ou seja, uma estratégia para você conseguir direcionar sua equipe com base em dados e focando em resultados, além de identificar possíveis lideranças nos times. 

Mas para aplicar a gestão comportamental na sua empresa, o primeiro passo é utilizar a metodologia DISC por meio de softwares de análise comportamental, já que, com uma boa ferramenta DISC, é possível:

  • mapear o comportamento dos colaboradores;
  • aplicar pesquisa de clima organizacional;
  • fazer avaliação de desempenho;
  • realizar o processo de recrutamento e seleção até a contratação;
  • mapear os perfis para os cargos, colocando a pessoa certa no lugar certo;
  • cadastrar os dados dos colaboradores etc.

O ideal é que a análise de perfil seja feita anualmente. Dessa forma, o setor de RH  pode acompanhar os esforços comportamentais do profissional e mensurar sua evolução.

Ainda, por meio do método DISC, você reduzirá o índice de turnover na sua empresa, pois essa ferramenta auxiliará no direcionamento da seleção e contratação de profissionais mais alinhados à cultura da empresa, ao time e ao cargo que vão exercer. Esse método também fortalece o trabalho em equipe, já que a dinâmica da interação depende dos perfis individuais agrupados por interesses e motivações identificadas. 

Finalmente, tenha sempre em mente que a empresa que aplica a metodologia DISC na contratação e na condução diária de seus colaboradores, será sempre um diferencial no mercado, pois um bom profissional quer ser valorizado pela organização, principalmente como pessoa. 

Você entendeu a importância dessa metodologia para as empresas e ficou interessado em adotá-la? Fale com nossos especialistas  da Sólides e conheça a plataforma completa de gestão comportamental! Este conteúdo foi desenvolvido pela equipe da Sólides, empresa que oferece plataforma completa de Gestão de Talentos com People Analytics e Gestão Comportamental.

teste grátis 14 dias