Invista no ponto via web para sua startup

Fazer o controle de ponto para startups é fundamental, porque ajuda a economizar no controle de jornada e a criar um processo automatizado e seguro para a empresa sem tirar a autonomia dos colaboradores — questão importante para esse modelo de negócio.

Muitas pessoas ainda pensam que startups são apenas empresas de tecnologia, normalmente com uma proposta desconstruída e repletas de jovens. Muito mais do que isso, elas chegaram com tudo para romper alguns paradigmas e nos fazer repensar sobre os modelos de gestão tradicionais. 

Startups são organizações inovadoras que buscam crescimento rápido e soluções criativas. Mas isso não quer dizer que não haja algumas formalidades administrativas que precisam ser cumpridas.

Assim como qualquer empresa brasileira, as startups precisam se adequar à legislação trabalhista e garantir todos os direitos cabíveis a seus funcionários. E é aí que entra o controle de jornada.

A boa notícia é que existem soluções alinhadas com o perfil dessas novas empresas, que não estão satisfeitas com o controle de ponto tradicional. Esse é o exemplo o ponto via web para startup.

Como estamos falando de inovação tecnológica, nada melhor que aproveitar esse viés e entender como funciona o controle de ponto para startups. Vamos lá?

Para facilitar a navegação, use o nosso índice abaixo e aproveite ao máximo este artigo!

As startups e o novo modelo de jornada

As startups e o novo modelo de jornada

A proposta das startups já tem em seu cerne a vontade de mudar aquilo que é antiquado sem razão de ser. Dentre as várias inovações que esse modelo trouxe, a jornada de trabalho é algo que merece destaque.

Essas empresas permitem ao funcionário horários de trabalho flexíveis, ou seja, a rotina pode ser adaptada à situação de cada pessoa de acordo com as horas a serem cumpridas. Essa flexibilidade se estende ao banco de horas e ao home office.

Precisamos frisar que liberdade e compromisso caminham juntos quando o assunto é gestão de pessoas em startups. Isso porque o modelo menos enraizado em padrões tradicionais oferece espaços de trabalho dinâmicos e relações mais próximas.

As linhas que separam colaboradores de gestores não são mais tão engessadas, permitindo maior interação entre toda a equipe, embora cada um execute uma tarefa diferente e ocupe um nível hierárquico distinto. 

Por isso, embora os trabalhadores possam escolher quando e como trabalhar de acordo com sua maior produtividade, eles devem seguir algumas normas que são comuns a todas as empresas.

Controle de ponto para startup: como fazer de forma moderna

Independentemente do tipo de empresa, as horas de trabalho precisam ser devidamente contabilizadas. Essa medição serve, inclusive, como parâmetro para avaliar aspectos importantes, como assiduidade e absenteísmo

Se pensarmos que as startups são organizações modernas, inovadoras e, muitas vezes, disruptivas, faz sentido que o controle de ponto também seja feito de uma forma mais tecnológica

Como mencionamos, a jornada de trabalho nessas empresas costuma ser muito flexível. É possível, por exemplo, que o funcionário escolha a hora que deseja chegar e sair do trabalho, desde que cumpra a jornada adequadamente.

Por essa razão, não é possível determinar um horário de início e fim da jornada de forma homogênea, já que cada um faz seu próprio horário.

Além disso, é comum que haja funcionários de outros estados (e até de outros países) que atuam em home office ou em espaços de coworking. Nesse caso, o relógio de ponto para controle de jornada é totalmente ineficiente. 

O modelo de home office, inclusive, ultrapassou as barreiras das startups e começou a ser empregado em vários segmentos, principalmente em razão do distanciamento social imposto pela pandemia da Covid-19.

Durante esse tempo, muito se falou sobre formas alternativas de controle de jornada, já que não era possível ir até a empresa para bater o ponto. E a solução para esse problema veio do meio virtual.

O que é o ponto via web

O ponto via web é uma evolução do sistema tradicional de marcação de ponto. Funciona tanto por meio de um aplicativo disponível no navegador do computador quanto em um app que o colaborador instala em seu celular.

Assim, empresas que não possuem escritório físico, trabalham no sistema home office ou precisam fazer a gestão de equipes externas (como é comum nas startups), possuem uma ferramenta eficiente de gestão de pessoas, que funciona tanto online quanto offline.

As vantagens do ponto via web para startups

vantagens do ponto virtual para startups

É inegável que fazer o controle de jornada dos funcionários por meio do relógio de ponto se tornou o método mais aceito e, consequentemente, mais empregado na grande maioria das empresas.

Isso aconteceu em razão da Portaria 1510, que determina a adoção de um sistema de ponto eletrônico para empresas acima de 20 funcionários. Dentre as soluções apontadas pela norma está o controle por meio do relógio de ponto.

Contudo, quem já adotou esse sistema sabe quão caro esse equipamento pode ser. Além disso, ele não resolve todos os problemas, como vimos o caso do home office e do trabalho externo.

Por isso, o melhor controle de jornada Fé o digital! Abaixo estão quatro boas razões para manter um sistema de ponto via web para startup.

1. Permite o controle de ponto em qualquer lugar

O registro de ponto via web pode ser feito em qualquer hora e lugar. Assim que o colaborador faz o registro, o departamento de RH recebe as informações em tempo real, fazendo uma gestão mais eficaz.

Essa vantagem favorece a mobilidade corporativa e dá mais liberdade para a sua equipe ir em busca de resultados onde quer que seja, seja um time externo ou em home office.

Por falar em home office, esse modelo de trabalho apresenta algumas peculiaridades. Para entender um pouco mais sobre ele, não deixe de conferir nosso vídeo no RH em Pauta!

Aproveite também para se inscrever no nosso canal e não perder nenhum conteúdo sobre RH e DP.

2. Possibilita transparência entre os colaboradores

Como o colaborador também tem acesso ao registro de ponto, fica fácil acompanhar seu banco de horas, diferente dos controles tradicionais. Com isso, a relação entre trabalhador e empresa desenvolve-se com confiança e transparência.

3. Não permite fraudes

Você pode estar se perguntando: como saber se o colaborador estava onde realmente estava, se o ponto não é registrado em um lugar fixo?

Bons aplicativos de ponto via web para startup indicam o local do registro por meio de GPS e também contam com a biometria (reconhecimento facial). Assim, as possibilidades de fraude são nulas.

4. Evita processos trabalhistas

O controle de ponto via web é menos suscetível a erros, já que o registro de ponto é feito por leitura facial e não existe possibilidade de alteração dos dados originais. Qualquer ajuste feito na folha de ponto do colaborador fica registrado para posterior auditoria.

Todos os registros realizados também são criptografados, o que significa que não podem ser alterados por ninguém alheio à organização. Nesse sentido, o ponto via web para startup é 100% confiável e está totalmente em conformidade com a lei.

Por essa razão, processos trabalhistas relativos a horas extras ou ilegalidade na contabilização da jornada são reduzidos ao máximo. Isso traz segurança para a empresa e para os colaboradores.

A legislação e o ponto via web para startup

A legislação trabalhista determina que a jornada de trabalho dos funcionários deve ter um limite. E, para saber se esse limite está sendo devidamente cumprido, é necessário fazer o acompanhamento de todos os funcionários.

Assim, RH, DP e gestores conseguem avaliar se o trabalhador está cumprindo sua carga horária adequadamente — se ele tem faltado muito ou feito muitas horas extras etc. — e fazer o pagamento correto.

A já mencionada Portaria 1510 do MTE, também conhecida por Lei do controle de ponto, determinava que o acompanhamento da jornada deveria ser feito de três formas: ponto manual, mecânico e eletrônico

Desses três métodos, o mais seguro e livre de fraudes é o ponto eletrônico, mas, como mencionamos, ele é um sistema muito oneroso para a empresa. Os custos elevados vão desde sua aquisição até as manutenções periódicas.

Quando a Portaria foi publicada, várias discussões acerca da obrigatoriedade do ponto eletrônico foram levantadas. As empresas viram-se obrigadas a adaptar seus sistemas de controle de ponto para o novo modelo.

Essa mudança promoveu o debate sobre a possibilidade de uso de formas alternativas de controle de ponto, desde que também estejam em conformidade com alguns preceitos mencionados na Portaria 1510. Foi aí que surgiu a Portaria 373.

Sistemas alternativos com a Portaria 373

Com a publicação da Portaria 373 do MTE, foi possível desenvolver novas tecnologias para facilitar o controle de jornada dos colaboradores e ainda otimizar a rotina dos setores de RH.

Um dos exemplos são os aplicativos de controle de ponto via web, que são softwares instalados nos dispositivos móveis e computadores dos colaboradores e gerenciados pela própria empresa.

Independentemente de onde o trabalhador estiver, ele pode realizar a marcação de ponto usando seu celular. Essa é uma forma prática, mais barata e muito precisa para acompanhar a jornada. 

Veja mais alguns pontos interessante sobre o ponto digital de acordo com a legislação:

A Portaria, então, regulamenta os sistemas alternativos. Eles precisam passar por uma rigorosa inspeção do Ministério do Trabalho para que funcionem dentro das normas e sua comercialização seja autorizada. 

Sabendo que os sistemas de ponto via web para startups são permitidos, vamos ver como implementar essa ferramenta de forma efetiva. Acompanhe!

A mudança começa pela cultura

ponto via web para startup

Cultura é uma palavra muito importante dentro das empresas, mas em se tratando de startups ela ganha um peso muito maior. Ela determina a forma como a empresa é vista pelos colaboradores e como o perfil deles influencia no seu desenvolvimento.

Vamos explicar melhor: a cultura é o DNA de uma empresa. Ela dita não apenas como as pessoas devem se comportar, mas como é a visão da organização, como ela vive, pensa e coloca em prática suas ações.

Por mais que os códigos de cultura mudem de uma startup para outra, alguns preceitos são comuns a elas:

  • inovação tecnológica;
  • foco na experiência e resolução de problemas;
  • lideranças criativas;
  • menor hierarquia entre os cargos e mais autonomia para os colaboradores;
  • ambiente descontraído;
  • transparência;
  • incentivo à criatividade.

Conseguimos perceber o quanto esse modelo incentiva a autonomia e a liberdade dos trabalhadores, não é mesmo? E como o controle de jornada é obrigatório, ele precisa vir dissolvido na cultura da empresa.

Muitas organizações sofrem ao implementar um sistema novo, porque os colaboradores podem ser relutantes quanto às mudanças de processos e comportamentos. E em uma startup isso não seria diferente.

Contudo, como a premissa desses ambientes já leva em conta a dinamicidade, mudanças desse tipo podem não ser um problema tão grande.

O importante é manter a transparência e comunicar ao time o motivo da mudança, quais serão as vantagens para a empresa e como eles também serão beneficiados. Comunicação é a chave!

Há no imaginário popular uma visão muito negativa sobre o controle de jornada, mas transformar a opinião dos trabalhadores pode ser uma premissa contemplada pelo código de cultura, desde que isso seja devidamente alinhado com todos.

A escolha do melhor sistema de controle de ponto, então, está diretamente relacionada ao perfil da sua empresa e à sua cultura organizacional.

A escolha do sistema de ponto via web para startups

sistema de ponto para startups

A melhor ferramenta de controle de ponto é a que atende todas as necessidades da sua empresa levando em conta a sua cultura, como falamos.

Se estamos lidando com uma organização mais descontraída, com um forte apelo tecnológico, não faz sentido implementar um sistema de controle de ponto manual, por exemplo. Dificilmente o time incorporaria esse hábito em sua rotina.

Nesse caso, então, seria muito mais efetivo um aplicativo instalado no celular do colaborador, de onde ele pudesse registrar sua jornada com facilidade, em qualquer lugar, e acompanhar seu banco de horas.

E sobre o banco de horas, caso a empresa não adote, essa pode ser uma opção, já que o sistema de ponto via web para startup permite o controle em tempo real do banco, facilitando em caso de jornadas flexíveis.

O que considerar ao escolher uma ferramenta de ponto web

Para facilitar a sua escolha, elaboramos uma pequena lista de funcionalidades indispensáveis que a sua ferramenta de controle de ponto para startup deve ter:

  • leitura de biometria facial;
  • informações centralizadas para consulta pelo gestor e pelo funcionário;
  • relatórios de faltas e atrasos;
  • informações adicionais de ponto;
  • eventos para a folha de ponto;
  • banco de horas;
  • hora extra;
  • ponto com geolocalização;
  • folha de ponto exportada em diferentes formatos;
  • possibilidade de ajuste com justificativa;
  • integração com outros sistemas de RH e DP.

Com a ferramenta certa, você agiliza e facilita a rotina do Departamento Pessoal, além de liberar o RH de tarefas repetitivas, possibilitando uma atuação muito mais estratégica na empresa.

Conclusão

Compreender a lógica que gira em torno do sistema de gestão de startups facilita o entendimento sobre as necessidades desse modelo de negócio. Todas as decisões precisam ser pautadas na cultura do local e nas pessoas que ali trabalham.

É por isso que a adoção de um aplicativo para controle de ponto em startup deve passar por várias etapas, como escolha da ferramenta, comunicação com o time, teste e implantação. Isso garante a aceitação da equipe e o engajamento.

As vantagens do ponto web são inúmeras, é preciso apenas mostrar à empresa que fazer o controle de ponto adequadamente é benéfico para todos. 

O aplicativo Tangerino é uma ferramenta segura e fácil de usar, além de ser uma excelente solução no fechamento da folha de ponto e, consequentemente, na elaboração de uma folha de pagamento sem erros. 

Por meio da geolocalização e do reconhecimento facial, equipes externas e em home office conseguem registrar suas jornadas e acompanhar o banco de horas. Gestores, por sua vez, podem verificar o local das marcações e monitorar a movimentação do time.

Startups precisam de uma solução segura e tecnológica, e é isso que o Tangerino tem a oferecer. Não perca tempo e experimente nossa solução por 14 dias, é grátis!

teste grátis 14 dias