Gestão de Recursos Humanos: veja dicas para implementar na sua empresa

O setor de RH possui uma série de tarefas ligadas diretamente à relação entre o empregador e o quadro de funcionários e, por esse motivo, é importante otimizar seus processos diários.

Fazer uma boa gestão de recursos humanos, embora seja um grande desafio, é também  condição indispensável para o sucesso da empresa.

Afinal, um funcionário que se sente seguro em relação ao trabalho e valorizado por seus superiores é muito mais dedicado e produtivo.

Além disso, reter profissionais em meio a tanta concorrência e rotatividade é algo complicado. Por isso, é indispensável que haja uma boa gestão de pessoas nas organizações, capaz de motivar, estimular e fazer com que os talentos desejem permanecer na empresa.

Quer entender como funciona a gestão de recursos humanos e aprender como melhorar a sua? Continue a leitura e confira nossas dicas!

Neste artigo abordaremos os seguintes tópicos:

Afinal, o que é gestão de recursos humanos

o que é gestão de recursos humanos

A gestão de recursos humanos, área também conhecida como gestão de pessoas, consiste em um conjunto de métodos e habilidades que tem como objetivo desenvolver o capital humano de uma empresa.

Essas práticas tendem a potencializar as habilidades preexistentes nos profissionais e auxiliar na aquisição de novas, além de gerenciar os comportamentos e aproveitar os talentos presentes no quadro de funcionários.

Com o passar dos anos e o desenvolvimento do mundo do trabalho, o conceito de RH foi mudando bastante. 

Essa mudança também foi motivada pela transformação pela qual os próprios trabalhadores  têm passado, principalmente com o avanço da tecnologia e as mudanças nos perfis profissionais. 

Até os modelos de liderança passaram por alterações ao longo dos anos, tudo isso visando o acompanhamento das evoluções do mercado.

Hoje, os líderes não pautam sua gestão em garantir a hierarquia e estabelecer um distanciamento em relação aos colaboradores.

Ao contrário, as barreiras hierárquicas estão cada vez mais dissolvidas, e uma cultura mais colaborativa tem surgido. Dessa forma, valoriza-se o talento em vez de miná-lo.

Aproveite que está por aqui e não deixe de conferir também estes conteúdos:
👉 Capacitação interna: investindo em sua equipe
👉 Técnicas de motivação: conseguindo os melhores resultados de sua equipe
👉 Reintegração de funcionário: como lidar com essa situação?
👉 Modelo de trabalho híbrido: sua empresa está preparada para o futuro?
👉 Responsabilidade social empresarial: o papel do RH

Os objetivos da administração de recursos humanos

Os objetivos da administração de recursos humanos

A finalidade da administração de recursos humanos nas empresas é a de selecionar, gerenciar e guiar os funcionários no sentido que a organização deseja caminhar. 

Para isso, metas e objetivos devem ser criados e compartilhados para que fique claro o que o setor de RH faz dentro da empresa

Quando falamos sobre gestão organizacional, o conceito de recursos humanos é definido como um conjunto de pessoas que constituem uma organização, sendo eles empregados ou colaboradores da empresa. 

Pensando nisso, a gestão de RH se torna responsável por atrair, desenvolver e reter talentos para a instituição. 

Essas funções podem ser desempenhadas por apenas uma pessoa ou por um departamento especializado, dependendo do tamanho da empresa e de suas demandas.

Alinhamento entre equipe e objetivos da empresa

Podemos dizer que o objetivo mais básico e, por isso, principal quanto a atuação do setor de RH nas empresas é em relação ao alinhamento entre as políticas do RH e a estratégia adotada pela empresa.

É papel do RH garantir que esses objetivos de crescimento estejam bem disseminados entre os colaboradores e que estes atuem visando o alcance das metas.

A gestão de recursos humanos atua, portanto, como uma espécie de ponte entre empregadores e empregados. 

Ela deve estabelecer políticas administrativas com o objetivo de deixar claros os valores da empresa, os objetivos a serem alcançados, além de como e quando isso deve acontecer.

Atividades diárias voltadas ao time

Cabe ao setor de recursos humanos, dentre outras atividades, criar a política de cargos e salários dos profissionais de acordo com as funções desempenhadas. 

Esses profissionais podem atuar como consultores internos na empresa, como especialistas ou analistas nas mais diversas áreas, como responsáveis pelos salários, por treinamentos e desenvolvimento de colaboradores, no setor de responsabilidade social etc.

Entre suas tarefas estão recrutamento e seleção de pessoal, avaliação de desempenho, gestão benefícios, desenvolvimento de carreiras, entre muitas outras.

Importância da gestão de recursos humanos

Importância da gestão de recursos humanos

Para crescer de forma saudável, uma empresa precisa estabelecer uma série de processos internos a serem seguidos por todos os envolvidos.

O aumento da produtividade, o gerenciamento de custos, a capacidade de adaptação e a manutenção dos níveis de satisfação e comprometimento dos profissionais são apenas alguns dos ingredientes que compõem esse enorme desafio.

Devemos lembrar também que o ambiente de trabalho tem sempre grande influência sobre o desempenho dos times. 

Pensando nisso, a gestão de RH deve se preocupar com o bem-estar e a saúde dos profissionais, assim como incentivar seu desenvolvimento e promover a valorização dos indivíduos.

Além disso, é primordial que essa gestão esteja feita com ética, transparência e por meio de uma comunicação efetiva. 

Ela precisa estar alinhada às expectativas e necessidades da organização. O detalhe é que esse alinhamento só acontece quando há uma visão sistêmica dos elementos que cercam o negócio. 

Por isso é fundamental entender a cultura da empresa, as responsabilidades dos departamentos e o perfil de colaborador ideal para cada função da estrutura hierárquica.

Ao mesmo tempo, é crucial que os gestores estejam atualizados sobre lançamentos, investimentos, projetos e novas tecnologias. 

Algumas informações sobre o mercado, os fornecedores, os concorrentes e os clientes também são indispensáveis para uma gestão de recursos humanos mais completa e integrada, que considere tanto fatores internos como externos.

Com esse olhar, o RH se torna um agente facilitador, assumindo algumas tarefas vitais para o crescimento do negócio.

Dentre elas estão a seleção de novos profissionais, a elaboração de programas de treinamento personalizados, o desenvolvimento de novas lideranças, além da atração e da retenção de talentos.

Além disso, para monitorar a qualidade e, consequentemente, a efetividade da gestão, existem as pesquisas de clima organizacional

Com base nas respostas da pesquisa, é possível identificar como andam os níveis de satisfação e engajamento dos colaboradores, bem como localizar falhas e corrigir possíveis desvios. 

Quando a gestão de recursos humanos consegue compreender as demandas dos profissionais e da empresa, fica mais fácil criar um ambiente produtivo e de ajuda mútua, essencial para a obtenção de resultados.

Benefícios da gestão de RH

Benefícios da gestão de RH

A gestão de recursos humanos é uma área bastante estratégica dentro das empresas. Sua missão é fazer com que os colaboradores e a organização alcancem as meta propostas e mantenham uma relação trabalhista positiva

Esse setor vem ganhando espaço no ambiente empresarial nos últimos tempos, tornando-se vital para muitas organizações. 

Isso porque o RH trabalha com foco nas pessoas, buscando ajudá-las a alcançar o melhor resultado. Confira a seguir as vantagens de ter essa área na sua empresa.

Retenção de talentos

Uma boa gestão de RH tem como função implementar treinamentos para a equipe, promover a capacitação dos profissionais, além de elaborar planos de carreira e de benefícios.

Ela faz com que a empresa seja vista com bons olhos por todos os profissionais, fortalecendo o employer branding.

Melhora no clima organizacional

Dentro de uma empresa, cada colaborador é uma peça fundamental para o desenvolvimento do negócio e seu crescimento.

É por isso que os gestores de RH devem aplicar boas práticas para mostra o valor de cada profissional e como suas atividades interferem nos resultados como um todo.

Ações desse tipo promovem a redução de conflitos entre funcionários e gestores, impacta na motivação e na qualidade de vida de todos, além de reduzir o turnover.

Contratações efetivas

Organizações que investem na gestão de recursos humanos acabam criando um processo de seleção e contratação de funcionários bem mais efetivo e eficiente. 

A gestão de pessoas garante que o processo seletivo seja bem feito, desde a divulgação da vaga nos canais corretos até a entrevista mais produtiva, identificando pontos que estejam alinhados à cultura organizacional.

Além disso, é possível prever se o colaborador vai se adaptar ao novo cargo e à rotina da empresa com base em um processo envolvendo a análise de fit cultural. Tudo isso é papel da gestão de RH.

Aumento da produtividade

Um colaborador que sabe da sua importância dentro da organização e vê que a empresa se preocupa com o seu crescimento tem sua motivação automaticamente elevada.

Como sabemos, uma alta motivação impulsiona o aumento de sua produtividade. Profissionais mais motivados podem aumentar ainda mais o seu rendimento, trazendo benefícios para várias áreas.

Alinhamento com os objetivos da organização

Quando investe em ações de comunicação, eventos internos, reuniões, feedback, integração de novos funcionários, entre outros métodos, a empresa engaja o time. 

Os colaboradores precisam saber o que é esperado deles. A partir desse alinhamento, as metas coletivas e individuais trilham o mesmo caminho, impulsionando as pessoas ao alcance de tais objetivos.

14 dicas para melhorar a gestão de recursos humanos da sua empresa

dicas para melhorar a gestão de recursos humanos

1. Invista em capacitações e treinamentos

Se você deseja manter seus colaboradores satisfeitos e felizes, precisa urgentemente criar oportunidades para desenvolver suas habilidades profissionais e pessoais.

Quando o funcionários tem informações e técnicas mais atuais, seu trabalho rende mais e ele consegue ampliar e desenvolver seu potencial.

É imprescindível dedicar parte do orçamento mensal para investir em treinamentos online, aulas, minicursos, workshops e em conteúdos relevantes para o time.

Materiais Tangerino: eBooks, guias, planilhas e ferramentas grátis

Aprendendo e desenvolvendo novas habilidades, os colaboradores conseguirão entregar mais resultado para a sua empresa.

2. Estabeleça metas coerentes

Quando uma equipe tem uma meta irreal, inalcançável, para atingir, é evidente que ela não vai conseguir. 

E, sabemos, não alcançar os objetivos traçados é um fator desmotivante para qualquer profissional em qualquer empresa.

Portanto, seja coerente ao estabelecer metas. Não trabalhe com metas irreais, difíceis de serem alcançadas.

O ideal é entender o funcionamento da equipe, como são suas entregas e traçar o caminho pelo qual o negócio precisa percorrer para alcançar seus objetivos.

É só a partir disso que as metas devem ser traçadas e comunicadas a toda a equipe. 

3. Otimize o processo de recrutamento e seleção

Para montar uma equipe de alta performance, com profissionais experientes e capacitados, dispostos a permanecer na empresa por um longo tempo, o RH precisará se dedicar mais no processo de recrutamento e seleção.

Assim, a gestão conseguirá conhecer ao máximo o profissional em potencial, quais são suas necessidades, seu perfil comportamental, se ele tem fit com a empresa, suas expectativas, motivações etc.

Quando essas informações ficam claras para o RH, o processo passa a ser muito mais acertado, evitando o aumento na rotatividade.

Sabendo de tudo, fica fácil comparar os resultados e montar uma equipe coesa e pronta para prosperar.

4. Faça a gestão de tarefas dos colaboradores

Faça a gestão de tarefas dos colaboradores

Hoje em dia existem softwares através dos quais é possível gerenciar as tarefas dos colaboradores.

Com eles, é possível saber, em tempo real,  exatamente o que cada funcionário fez, onde esteve e o tempo gasto com as atividades. 

Dessa forma, é possível identificar pontos positivos e também erros, tanto do funcionários quanto da empresa. 

Com isso, pode-se fazer as adequações necessárias para melhorar a fluidez do trabalho.

É necessário apenas ter cuidado para que esse controle não se torne um microgerenciamento e comprometa a confiança que empresa e colaborador. Para isso, confira nosso conteúdo sobre monitoramento de funcionários.

5. Adote uma comunicação interna eficaz

Nada pior do que o “disse me disse”, tão comum nos corredores de qualquer empresa, que acabam espalhando informações inexistentes ou deturpando informações verídicas. 

Os colabores tem o direito de estarem a par de tudo o que acontece na organização, afinal, são parte dela. Fofocas geram descontentamento e até intrigas desnecessárias.

É por isso que uma boa gestão de recursos humanos perpassa pelo campo da comunicação efetiva e saudável.

Elabore meios de manter toda a equipe a par das decisões da diretoria, das mudanças na estrutura da empresa e mesmo sobre eventos internos.

6. Seja claro quanto às expectativas

Se você quer que o colaborador apresente o resultado esperado, é importante ter clareza ao comunicar essas expectativas. 

Caso isso não aconteça, é possível que você espere um resultado e receba algo muito diferente, sem que isso seja culpa do profissional.

Pensando nisso, o setor de RH precisa ser o mais claro possível na hora de fazer a contração. 

Dessa forma, ele deve comunicar a postura e o comportamento que se espera do novo colaborador e reforçar isso ao longo do tempo.

7. Ofereça boas condições de trabalho

Estar em um ambiente que foi pensado para o desenvolvimento de determinadas funções por parte de certo time é crucial para melhorar a motivação dos colaboradores.

Isso porque eles se sentem considerados, contemplados pelas alta gestão. Essa é uma forma de tratar os colaboradores com cordialidade, respeito e atenção.

Cuidar do conforto e do bem-estar dos profissionais não é um luxo, acredite. Os resultados são percebidos rapidamente, tanto na produtividade quanto na motivação.

Além disso, doenças ocupacionais costumam ser um problema enfrentado por muitas organizações. Pensar na ergonomia evita faltas e afastamentos ligados à saúde.

8. Dê autonomia e incentive a criatividade

Dê espaço para que os funcionários se expressem, dêem opiniões, apresentem propostas. Isso estimula, promove a criatividade e ainda, pode trazer ideias rentáveis para a empresa.

Toda gestão deseja que o colaborador pense fora da caixa, abra a mente para novidades e inovações e, assim, traga resultados para a empresa.

Contudo, a gestão não pode exigir isso se não empregar também essa filosofia em suas próprias resoluções.

9. Tenha programas de recompensa

Tenha programas de recompensa

Embora não seja o único motivador, o dinheiro ainda é o principal atrativo para os colaboradores.

Pensando nisso, crie programas de incentivo para premiar aqueles que mais se destacarem em relação às entregas, à cultura ou mesmo às melhores ideias apresentadas.

Os prêmios podem ir desde um bônus na folha de pagamento a cursos ou viagens. O ideal é que toda a empresa seja contemplada, para não gerar inimizades entre os setores.

Contudo, não faça promessas que não pode cumprir. A frustração pode desestimular até mesmo o mais capaz dos funcionários.

Talvez seja interessante conferir o nosso conteúdo sobre PLR e aprender a implementar na sua empresa.

10. Faça pesquisa de clima organizacional

Caso você nunca tenha feito esse tipo de pesquisa na sua empresa, saiba que ela é o termômetro para saber o quanto seus colaboradores estão satisfeitos com a gestão.

Para o departamento de RH, as pesquisas internas são fundamentais para compreender melhor a atual situação do ambiente de trabalho e orientar melhor os colaboradores sobre suas funções.

Dessa forma é possível adotar algumas medidas que tornem o clima organizacional mais saudável, fazendo com que os colaboradores sintam mais prazer em trabalhar.

11. Defina as funções com clareza

Ao estabelecer as funções dos colaboradores e determinar qual será o seu escopo de trabalho, o ideal é repassar as informações com bastante clareza.

Dessa forma, o profissional terá autonomia para desenvolver o seu trabalho dentro daquilo que é esperado pelos líderes. 

Além disso, quando as responsabilidades são devidamente comunicadas, o gestor pode cobrar caso as coisas não estejam saindo conforme o planejado, uma vez que todos estão alinhados sobre as expectativas.

12. Ofereça feedbacks constantes

O feedback é uma forma de avaliação construtiva. Existem diferentes maneiras de oferecer esse tipo de orientação, mas ele é uma das ferramentas mais importantes que permitem o desenvolvimento da equipe e, consequentemente, o crescimento do negócio.

Por meio dele, a gestão consegue identificar os pontos positivos e os pontos de melhoria, indicar maneiras de melhorar esse aspecto do comportamento do colaborador e medir o seu progresso.

Além de oferecer, a gestão de recursos humanos também envolve receber os feedbacks dos colaboradores e entender em quais pontos precisa melhorar. 

13. Desenvolva um plano de carreira

Como já mencionamos, o plano de carreira é um instrumento para a organização de metas e caminhos que projetam a evolução de um profissional em uma empresa ou em sua carreira.

Para a empresa, ter um planejamento para seus funcionários é importante, porque contribui para diminuir o turnover voluntário, ou seja, as situações em que o funcionário pede demissão da empresa.

Ter um plano de carreira traz uma série de benefícios que podem levar uma empresa ao sucesso. 

Porém, não ser capaz de implementá-lo em um dado momento não decreta o fracasso, sobretudo se a ideia da criação de um esboço estiver presente e abrir caminho para algo mais concreto no futuro.

O importante é não deixar essa ideia apenas no papel e implementá-la assim que for possível.

14. Use softwares de RH

Use softwares de RH

Contar com a tecnologia por meio de softwares para gestão de pessoas é uma das mais importantes dicas de como melhorar o RH de uma empresa.

Isso porque, ao recorrer à tecnologia, o departamento eliminará um grande volume de papelada desnecessária e trabalho manual. 

Além disso, vai agilizar determinados processos, evitar falhas humanas e economizar tempo e dinheiro.

Um processo muito burocrático, como fechamento da folha de ponto, caso realizado de forma errada, impacta o fechamento da folha de pagamento. Percebe o quanto isso é problemático?

Ainda, abre brechas para possíveis processos trabalhistas por pagamento indevido das horas trabalhadas. 

Existem vários programas que ajudam a gestão de RH em suas tarefas diárias, seja no recrutamento de novos talentos, por meio da análise do perfil comportamental, ou no controle de jornada, por meio de apps de controle de ponto.

Entendeu como a gestão de recursos humanos pode ajudar em sua empresa? Siga a gente nas redes sociais e confira tudo sobre gestão de pessoas. Estamos no Facebook, no Instagram, no Linkedin e no Youtube.

teste grátis 14 dias