Não sabe como funciona o ponto eletrônico? O Tangerino explica!

Os parâmetros de funcionamento do Relógio Eletrônico de Ponto (REP) foram estabelecidos pelo Ministério do Trabalho em 2009. Porém, até hoje, muitas empresas não sabem ao certo como funciona o ponto eletrônico.

Essa dúvida também permeia sua empresa? Siga com a leitura!

Como o funcionário marca o ponto?

A forma como funciona o ponto eletrônico depende da maneira escolhida para que o funcionário registre sua presença. Existem sistemas que exigem que o colaborador digite uma senha, outros funcionam com cartões e há ainda os que utilizam a leitura biométrica. Entre eles, o relógio de ponto biométrico é o método mais seguro contra fraudes.

O controle de ponto manual é colocado nas dependências da empresa e deve estar o tempo todo disponível para todos os funcionários. Já o ponto eletrônico digital é um aplicativo com GPS integrado, que pode ser instalado no smartphone de cada colaborador ou em um dispositivo da empresa, como um notebook ou tablet de fácil acesso para os colaboradores.

O funcionário deve registrar o ponto assim que chegar na empresa e logo antes de ir embora, assim como no início e término de intervalos. A legislação que determina como funciona o ponto eletrônico exige que a cada registro seja emitido um comprovante com nome do funcionário, CPF, número do PIS, local, data e horário. No caso do controle de ponto digital, o comprovante é enviado por e-mail.

Como é feito o controle da jornada de trabalho?

Os sistemas de ponto eletrônico tradicionais armazenam todos os dados da jornada de trabalho, para que sejam coletados pelo departamento pessoal e importados para um software. A partir desses dados, devem ser feitos os cálculos sobre o controle de horas extras, adicionais noturnos e descontos por faltas e atrasos.

Alguns relógios de ponto podem ser integrados com sistemas de folha de pagamento. Nesses casos não é necessário lançar manualmente as jornadas de trabalho: o valor pago a cada funcionário é calculado automaticamente pelo sistema.

Também existe a possibilidade de usar um ponto eletrônico comum integrado ao marcador de ponto digital. Dessa forma, os dados são registrados pelo equipamento fixo na empresa e tratados pelo software do aplicativo, que possui relatórios mais detalhados, sistema de gerenciamento de escalas, entre outras funcionalidades.

Vantagens do ponto eletrônico digital

O aplicativo de ponto é uma alternativa ao sistema de ponto eletrônico tradicional, com o diferencial de não exigir a instalação de um equipamento dentro da empresa. Cada funcionário instala o app em seu celular, tornando o monitoramento de horários mais fácil tanto para as empresas quanto para os colaboradores.

Como o ponto eletrônico funciona totalmente online, o departamento pessoal tem acesso em tempo real à presença dos funcionários no local de trabalho, facilitando o controle de faltas e atrasos. Seu software de gerenciamento de horas trabalhadas é completo, com cálculo automático do banco de horas e relatórios que economizam muito tempo do RH.

A forma como funciona o ponto eletrônico é determinada pelas portarias 1510/09 e 373/11 do MTE, tanto no caso do digital quanto do REP comum. Ou seja, em ambos os casos, os registros são aceitos pela justiça do trabalho e podem ser utilizados para eventuais auditorias.

Ficou interessado pela tecnologia de ponto digital? Faça um teste gratuito de 14 dias!