IRRF na folha de pagamento: calculando em poucos passos

Se preferir, você pode ouvir este conteúdo na íntegra. Clique no play e escute o artigo para aprender como calcular o IRRF na folha de pagamento!

Calcular o IRRF na folha de pagamento é um dos deveres do setor de Departamento Pessoal. Ele é um encargo que não pode passar despercebido, pois é obrigatório que a empresa faça a retenção nos casos aplicáveis. Sendo assim, o setor responsável precisa saber como fazer o cálculo de forma correta.

Entender a retenção do IR para pessoa física pode ser trabalhoso. Portanto, para te ajudar, trouxemos esse guia completo sobre o cálculo do IRRF na folha de pagamento. Continue a leitura para entender mais sobre esse desconto e como calcular de forma correta.

Se preferir, você pode ir diretamente para o tópico de interesse através do menu abaixo:

  1. O que é
  2. Calculando a remuneração do funcionário
    1. Deduções para o cálculo do IRRF
  3. Tabela atualizada do Imposto de Renda (2019)
  4. Calculando o IRRF na folha de pagamento

O que é o IRRF

O Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) é o adiantamento do pagamento do Imposto de Renda (IR) do trabalhador. É um dever das empresas fazer o recolhimento e o consequente repasse à Receita Federal.

Essa retenção do valor referente ao IR é aplicável a todos os funcionários com salário base maior que R$ 1.903,98. Além disso, ele possui alíquotas variáveis, dependendo do valor bruto a ser pago.

Para fazer o cálculo do IRRF, é preciso levar em consideração algumas deduções legais, que devem ser aplicadas para encontrar a base de cálculo correta.

Agora, vamos explicar passo a passo como fazer o cálculo do IRRF na folha de pagamento do funcionário.

Calculando a remuneração do funcionário

O primeiro ponto para calcular o imposto de renda na folha de pagamento é determinar a remuneração bruta de cada colaborador. Isso significa contabilizar as horas extras a partir do sistema de controle de ponto, as comissões por vendas e demais vencimentos, consolidando-os em seu software de folha de pagamento.

É preciso saber quais valores devem ser deduzidos para encontrar a base de cálculo correta. A partir deste cálculo, é possível definir o valor que terá incidência do IR, e que será usado para definir a alíquota.

Deduções para o cálculo do IRRF na folha de pagamento

Para realizar o cálculo do imposto de renda, é necessário deduzir os seguintes valores a partir do salário bruto:

  • INSS;
  • Dependentes legais – deduzir um valor de R$ 189,59 por dependente;
  • Pensão alimentícia;

Esses valores devem ser subtraídos do valor do salário bruto para encontrar a base de cálculo do IRRF. Ao fazer todas essas verificações e deduções, o resultado é utilizado para descobrir a alíquota correta para o cálculo do Imposto de Renda (IR).

Tabela atualizada de Imposto de Renda (2019)

Abaixo estão os valores e alíquotas para a realização do cálculo do IRRF na folha de pagamento:

AlíquotaSalárioDedução
IsentoAté R$ 1.903,98isento
7,5%De R$ 1.903,99 até R$ 2.826,66R$ 142,80
15%De R$ 2.826,67 até R$ 3.751,05R$ 354,80
22,5%De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68R$ 636,13
27,5%Acima de R$ 4.664, 68R$ 869,36

O IR nas férias e no 13º salário

No caso de salário de férias e do 13º salário, também é necessário calcular o IRRF na folha de pagamento. É uma obrigação da empresa reter o valor, como em todos os meses de trabalho.

Quando falamos de férias, o cálculo é feito exatamente como nos meses de trabalho. Ou seja, após a dedução do INSS, pensão alimentícia e do valor de cada dependente, deve-se utilizar a tabela de IR para o cálculo.

Já no caso do décimo terceiro salário, é preciso lembrar que tal desconto só pode ser aplicado na segunda parcela. Nesse caso, após o cálculo, o valor do IRRF só será deduzido no segundo pagamento, enquanto a primeira parcela deve ser paga com o valor integral.

Calculando o IRRF na folha de pagamento

Para que fique claro o que deve ser precedido ao cálculo do desconto do imposto de renda na folha de pagamento, vamos a um exemplo fictício.

Imagine que Roberto, funcionário da sua equipe de TI, tem as seguintes remunerações e descontos:

  • Salário bruto: R$ 4.500,00
  • INSS (11%): R$ 495,00
  • Pensão alimentícia: R$ 300,00

Para começar, precisamos descobrir qual é a base de cálculo do IRRF. Para isso, devemos subtrair os dois descontos do salário bruto de Roberto:

4.500 (salário bruto) – 495 (INSS) – 300 (pensão)
=
3.705 (base de cálculo)

Portanto, sabemos que o salário base para o cálculo do IRRF na folha de pagamento é R$ 3.705,00.

Segundo a tabela atualizada, Roberto se encontra na faixa de 15%. Dessa forma, é preciso multiplicar o salário líquido, e deduzir do resultado o valor correspondente na tabela:

3.705 x 0,15 = 555,75

555,75 – 354,80 = R$ 200,95

Sendo assim, o valor do Imposto de Renda a ser retido na folha de pagamento do funcionário é de R$ 200,95.

Finalizando a nossa conversa

Como você pôde ver, diversas variáveis afetam o cálculo do imposto de renda na folha de pagamento. É preciso estar atento a todas elas para evitar erros que venham a prejudicar o trabalhador na hora da declaração do imposto de renda.

Quer receber mais dicas como essa diretamente no seu e-mail? Assine nossa newsletter!

teste grátis 14 dias