Business Partner: o papel dentro do RH

O business partner exerce o papel de parceiro do negócio e é o profissional que será a ponte entre os colaboradores e os gestores para otimizar as atividades desenvolvidas pela empresa.

Imagine uma atividade que reúna as atribuições de um coach, que é o responsável pela mentoria e aconselhamento dos profissionais, aliado a um técnico de futebol, cuja função é desenvolver os jogadores com foco no sucesso de todo o time. Pois assim pode ser entendida, de forma resumida, a definição do papel do business partner.

Business partner RH quer dizer “parceiro de negócios”, e é chamado também de consultor interno de RH. É o profissional de Recursos Humanos que trabalha de forma diferenciada dos colegas da área. Ele exerce um papel ainda mais estratégico e oferece um modelo mais específico de gestão, atuando como uma ponte entre líderes e colaboradores

Saiba que esse papel tem sido cada vez mais determinante para o sucesso do negócio, representando um verdadeiro diferencial competitivo para empresas que almejam crescimento. Quer entender o motivo? Não perca a leitura!

Como surgiu o business partner no RH?

Business Partner

Apesar de ser um cargo que está sendo mais falado ultimamente e que cada vez mais tem ganhado espaço, a atividade do business partner não é nova no mercado de trabalho. O termo foi criado da década de 80 por um dos maiores nomes em RH do mundo, o professor, consultor e palestrante David Ulrich.

A proposta do especialista parecia simples: envolver o profissional de RH nos negócios da empresa para auxiliar nas tomadas de decisões e assim, permitir que as áreas trabalhassem mais integradas e conversassem mais entre si em prol dos objetivos da companhia. 

Porém, com a burocratização (e até a banalização) das atividades do setor, muitas instituições negligenciam a importância desse profissional. É fundamental entender que as atividades do setor de RH, muitas vezes, são confundidas com as do Departamento Pessoal. 

Ações que deveriam ser mais estratégias — como as do RH, que visam gerir as pessoas de forma a otimizar o trabalho —, acabam sendo substituídas por processos mais burocráticos, como gerenciamento de folha de pagamento, controle de ponto, entre outros.

Porém, sabemos que este não é o cenário ideal. O setor de Recursos Humanos acaba direcionando suas energias para atividades que não estão diretamente relacionadas ao crescimento estratégico e estruturado do negócio. É aí que surge a necessidade da atuação do business partner.

Qual é o papel do profissional em uma empresa?

O BP é um elo entre os colaboradores e os gestores. Seu trabalho visa aproximar a área de recursos humanos da área de negócios, por isso, exerce um papel de alta gestão dentro de uma companhia. Além de aconselhar e direcionar o time que atua na ponta das atividades, deve desempenhar essa mesma função entre os líderes. 

Ou seja, o consultor interno de RH é o profissional que será capaz de aliar o que o negócio precisa com as ações dos profissionais. Ele é o responsável por identificar e associar as necessidades de ambas as áreas com o propósito de promover resultados. Assim, ele distingue quais são as falhas ou oportunidades de melhoria.

Entenda que essas oportunidades de melhoria são voltadas tanto para os processos desenvolvidos pelo RH, quanto para as políticas adotadas pela empresa e para a execução do trabalho dos times. Por isso, o profissional deve ter uma visão apurada sobre o completo funcionamento da organização. Afinal, o ganho será global e envolverá toda a empresa.

De forma conjunta com colaboradores e gestores, ao reconhecer as ameaças e oportunidades, ele será responsável por propor ações de melhoria, aconselhar sobre pontos que precisam ser mudados e identificar se as atividades desenvolvidas pela gestão de pessoas estão surtindo efeito entre os colaboradores. 

O principal objetivo de um business partner, ao atuar como parceiro do negócio, é desenvolver líderes e equipes de alta performances. Além disso, entre suas atividades está o dever de garantir que a empresa promova e realize, de fato, as políticas que são propostas pelas companhia. 

Do mesmo modo, o consultor interno de RH é capaz de revisar ou ajudar a construir essas políticas e diretrizes (ou mesmo os planejamentos) levando em consideração aspectos que são relevantes tanto para a instituição quanto para os colaboradores.

Como o profissional atua na empresa?

Como este é um cargo bastante estratégico dentro da companhia, é importante que business partner adote uma abordagem de coach e aja como um conselheiro ou tutor sobre o negócio. Cabe ao parceiro de negócio entender onde está a dificuldade ou qual processo impacta o bom funcionamento: se na execução das atividades do grupo de colaboradores, no papel da liderança ou em ambas.

A atuação do business partner RH é determinante para auxiliar nas tomadas de decisões de uma empresa e no aconselhamento executivo de gestores para a definição de estratégias envolvidas em ações como:

  • promoção de colaboradores;
  • mapeamento de talentos internos;
  • realização de avaliações de desempenho;
  • realocação de cargos;
  • planos de sucessão;
  • definição de planos de cargos e de salários;
  • processos seletivos internos;
  • desenvolvimento de equipes;
  • auxiliar nos processos de demissão.

PE para conseguir auxiliar em cada uma dessas atividades, o consultor interno deve estar sempre próximo das equipes para entender como os processos são elaborados; conseguir acompanhar como os trabalhos são desenvolvidos e participar das reuniões dos times com os líderes. 

Além disso, é fundamental oferecer feedbacks em tempo real, ou seja, assim que ocorrer uma situação em que ele seja necessário e oportuno, inclusive, feedbacks de como os gestores podem conduzir suas reuniões com os colaboradores e como ser mais parceiro da sua equipe.

É importante ressaltar que o BP não toma a decisão pelo líder e sim, o desafia a tomar a decisão; aconselha sobre quais são os impactos de determinada decisão e quais são os caminhos possíveis para tomá-la sem prejudicar o negócio. Percebeu como as definições de “consultor interno de RH” e “parceiro de negócio” explicam bem o conceito de business partner?

Quais são as habilidades essenciais ao business partner?

Sabemos que no ambiente corporativo lidamos com diferentes perfis comportamentais e um cargo como o do business partner requer habilidades que favoreçam o trato com as pessoas. Essa necessidade se deve pelo fato de o profissional precisar transitar em áreas diferentes e de lidar com formas de trabalho e hierarquias distintas.

Assim, o consultor interno deve contar com uma boa comunicação, ser flexível, ter capacidade de influenciar pessoas e adotar uma postura um tanto diplomática nas relações entre colaboradores e gestores de RH. Além disso, a atividade requer um perfil mais dinâmico e que tenha jogo de cintura, pois será necessário acompanhar mercados igualmente dinâmicos.

Também é imprescindível que o business partner tenha uma boa experiência em gestão de pessoas, pois o cargo lhe exige conhecimento sobre as melhores ferramentas e estratégias para lidar com os profissionais. Um perfil analítico e que saiba apurar resultados são outros requisitos essenciais ao cargo.

Quais as vantagens de ter esse profissional na companhia?

Este é um cargo que vem sendo cada vez mais demandado pelas empresas que já entenderam que seu principal ativo são os colaboradores e que, por isso, se propõem a promover melhores oportunidades de trabalho, visando à satisfação do seu time sem abrir mão da alta produtividade e dos resultados da companhia.

Saiba, inclusive, que já foi publicado um levantamento da CEB, consultoria global de benchmarking, que comprova que as instituições que investem nesse tipo de profissional — e esses executam o trabalho de forma eficiente — têm um aumento de até 10% na receita e um acréscimo médio de 9% em seus lucros. 

Além de trazer ótimos resultados econômicos para a empresa e maior faturamento, ter o BP como um verdadeiro parceiro do negócio garante que a companhia tenha um melhor desempenho e promova mais qualidade de vida entre os seus colaboradores. 

Sem contar na promoção de um bom clima organizacional, pois como o business partner verifica se o que está sendo feito pela gestão de pessoas está sendo refletido em melhorias para a organização, ele tem mais oportunidades de oferecer soluções inteligentes tanto para os gestores quanto para os colaboradores. Assim, todos podem trabalhar em sintonia e mais satisfeitos.

Para gestores e colaboradores

Outra vantagem de ter o consultor interno de RH na empresa é que ao atuar lado a lado com os líderes ele poderá mostrar aos gestores qual é o melhor caminho para gerenciar seus times de forma mais próxima, colaborativa e sustentada no apoio aos subordinados. Os colaboradores também contam com vários benefícios diretos.

Ao desenvolver um trabalho próximo dos profissionais, o business partner tem a oportunidade para propor um diálogo mais aberto e transparente sobre os pontos que precisam ser desenvolvidos ou melhorados na atuação corporativa de cada um. Ao receber feedbacks efetivos e focados em contribuir com sua carreira, o profissional se sentirá amparado em seu processo evolutivo.

Saiba que uma empresa só alcança o sucesso com o empenho dos grupos que trabalham integrados. E com tantas pessoas envolvidas diariamente, o setor de RH desempenha um papel fundamental para fazer isso funcionar da melhor forma possível. A área realiza atividades estratégicas para que o negócio se mantenha no mercado e alcance patamares cada vez melhores.

Por isso o RH é uma área tão dominante dentro de uma empresa. Além de propor alternativas para o bom relacionamento entre as partes, todas as suas ações se refletem no desenvolvimento do negócio, pois ele lida diretamente com quem está na ponta e com quem gerencia essa ponta. 

Por fim, entenda que a visão estratégica do business partner sobre o negócio permite que a empresa se prepare melhor para os desafios do mercado e consiga prever e antecipar problemas por meio da análise de históricos e de dados do presente. Por isso, entender o que é business partner RH e apostar nesse profissional faz parte do processo evolutivo da empresa que deseja se destacar no segmento.

Gostou deste artigo? Que tal aproveitar para aprender mais sobre a importância de duas áreas fundamentais, como RH e Financeiro trabalharem integradas?

teste grátis 14 dias