Aprenda o funcionamento do relógio de ponto manual

Ter o controle das horas trabalhadas é uma vantagem para os colaboradores e para os donos de empresa, pois é a partir desses registros que são contabilizados os salários, a produtividade e o desempenho de cada profissional.

Uma solução prática e de baixo custo é a implantação do relógio de ponto manual – ou relógio de ponto cartográfico, como também pode ser conhecido. Essa solução permite à empresa manter o registro dos horários de entrada e saída de funcionários e basear suas decisões e processos em informações que podem ser resgatadas quando necessário.

Descubra neste breve guia como funciona o relógio de ponto manual e por que ele é importante para a gestão de uma empresa!

Afinal, como funciona o relógio de ponto manual?

A principal função do relógio de ponto manual é fazer o controle de horas trabalhadas de cada um dos colaboradores. Por meio de um cartão de ponto é registrado o horário de entrada e saída do funcionário, assim como o intervalo de, no mínimo, uma hora para jornadas de 8 horas, ou de 15 minutos em caso de jornadas de 6 horas.

Sempre que o funcionário começar ou encerrar o período de trabalho, precisa inserir o cartão de ponto manual – feito de papel ou plástico – em um dispositivo para registrar as informações. Dependendo do modelo, elas são estampadas ou perfuradas pela máquina que realiza o controle.

No fim de cada mês, esses cartões com informações são encaminhados para o setor de Recursos Humanos, onde os profissionais contabilizam as horas trabalhadas de cada colaborador e depois fazem o cálculo da folha de pagamento.

Quem precisa registrar o ponto?

De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), apenas estabelecimentos com um quadro de colaboradores acima de 20 pessoas necessita realizar o controle de folha de ponto. E isso pode ser feito por meio de relógio de ponto manual. Porém, é importante destacar que a norma se aplica a estabelecimentos, e não por empresas.

Ainda seguindo a legislação do controle de ponto, determinados colaboradores não necessitam realizar o registro das horas trabalhadas. Entenda quem são eles:

  • colaboradores que realizam atividades externas, com jornada de trabalho flexível, contanto que essa informação esteja destacada no Livro de Registro de Empregados e na Carteira de Trabalho e Previdência Social do funcionário;
  • colaboradores com cargos de confiança, como diretores, chefes de departamento, gerentes e líderes.

Por conta de flexibilidade ou tipo de atividade, existe a possibilidade de os funcionários trabalharem fora da empresa, de forma remota ou por conta de viagens. Nestas situações, a contabilização das horas pode ser realizada por meio de um aplicativo de ponto eletrônico, como o Tangerino.

Por que modernizar o controle de ponto?

Apesar das vantagens do relógio de ponto manual, em empresas ou estabelecimentos com grande número de funcionários, é válido investir em um aplicativo de controle de ponto. Ele é um método mais seguro e prático e todas as informações são enviadas diretamente para o setor de Recursos Humanos.

Os dados ficam registrados em um sistema de ponto web de fácil acesso por líderes e colaboradores. Desta forma, todos podem acompanhar as informações em uma plataforma de internet, ou até mesmo por um app no celular, permitindo que ambas as partes façam um controle melhor de horas trabalhadas.

Pronto para modernizar o RH da sua empresa? Faça um teste gratuito do Tangerino por 14 dias!